Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Prorrogação do Auxílio vai ter mais do que dois meses, diz Ministro

Há algumas semanas, o Ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o novo Auxílio Emergencial iria passar por uma prorrogação de dois ou três meses. Nesta segunda-feira (21), o  Ministro da Cidadania, João Roma, confirmou essa informação, mas ressaltou que eles irão esticar o programa por mais de dois meses.

A ideia inicial do Governo Federal ainda é pagar o Auxílio até que boa parte da população adulta do país receba a vacina contra a Covid-19. Paulo Guedes até disse que a promessa de alguns governadores é cumprir essa meta de vacinação até o próximo mês de setembro.

No entanto, na visão dos principais especialistas em saúde pública do Brasil, as chances disso acontecer são pequenas. De acordo com eles, o mais provável mesmo é que a vacinação para a toda a população adulta só esteja pronta mais para o final deste ano.

Diante dessa projeção mais pessimista, o Ministro João Roma deixou claro que a tendência é mesmo anunciar uma prorrogação de mais de dois meses. Assim, o programa atual acabaria chegando ao fim, no mínimo, apenas no próximo mês de outubro, ou seja, quase no final do ano.

“O presidente Bolsonaro deve anunciar ainda nesta semana a extensão do Auxílio Emergencial com novas parcelas. Os valores continuam os mesmos e quantidade de parcelas deve ser superior a duas. Vamos aguardar o pronunciamento do presidente Bolsonaro”, disse o Ministro após participar de um evento na cidade de Sorocaba, em São Paulo.

Além da Prorrogação do Auxílio

A tendência é que essa declaração do Presidente traga também o nome de um novo programa. É que de acordo com informações de bastidores, o Governo quer tirar a marca do PT do benefício em questão. Por isso, eles não querem que o projeto se chame apenas “Novo Bolsa Família”.

Já se sabe, além disso, que o programa novo vai ficar maior do que a versão atual. De acordo com informações do próprio Ministério da Cidadania, o projeto chega hoje em dia na casa de cerca de 14,7 milhões de pessoas todos os meses.

Na nova versão, o benefício poderia passar a chegar no bolso de 17 milhões de brasileiros. As médias de pagamentos também passariam a subir dos R$ 190 atuais para os R$ 300, ou pelo menos algo próximo disso. Foi isso o que disse o Senador e filho do Presidente, Flávio Bolsonaro (Patriotas-RJ).

Novo Bolsa Família

Vale lembrar que o tamanho da prorrogação do Auxílio Emergencial deve definir o início do novo Bolsa Família. É que a ideia central do Governo é começar um programa assim que o outro chegar ao fim. Então se um terminar em outubro, o outro começaria apenas em novembro.

De acordo com as leis eleitorais do Brasil, o Palácio do Planalto não pode criar benefícios como estes em um ano eleitoral. E acontece que 2022 é justamente um ano eleitoral. Então se o Auxílio Emergencial chegar ao fim em outubro, o Governo vai ter apenas mais dois meses para colocar o novo projeto em prática.

Recentemente, o Presidente Jair Bolsonaro criticou duramente as pessoas que estavam pedindo por uma prorrogação do Auxílio Emergencial. De acordo com ele, esses cidadãos deveriam ir tirar um empréstimo em um banco. No entanto, o chefe do executivo aparentemente mudou de ideia e deve anunciar esse aumento no programa.

3 Comentários
  1. josemariapontes Diz

    eu vou fazer agora em setembro 62anos por probrema de saude estou a mais de tres anos sem vinculo empregaticio tentei receber o auxilio em 2020 fui negado pelo dataprev porque minha companheira tinha cadastro no cadunico e colocarao ela como chefe de familia recebendocota dupra agora com esse auxilio de 375.00 imaginem a situacao ]]]]]]]

  2. josemariapontes Diz

    o governo esta fazendo a parte dele caramba agora se estao fazendo merda pra caramba com o apricativo caixa tem ogoverno nao tem culpa////// vale ressaltar que esse auxilio e para auxiliar nas despesas decasa como alimentacao e etc so que estao usando indevidamente como pra comprar bebidas/ cigarros /carne pra churrascos efarras em geral e uma bagunca so

  3. Gilvania Gomes da Silva Diz

    Quero saber porquê fui cortada do auxílio emergencial, meu marido desse pandemia não tá trabalhando, eu só recebo 253,00 reais do bolsa familia e ainda fui cortada do auxílio emergencial. Meu nome é gilvania Gomes da Silva. Eu mando as mensagens pelo email da minha tia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.