Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (1 vote)

Preço da gasolina deve sofrer novo aumento nos postos de combustíveis

Segundo a  Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom), apesar dos reajustes nos preços da gasolina e do diesel que foram divulgados pela Petrobras na última quarta-feira (12), os valores ainda seguem defasados no mercado interno. Esta situação impede a importação dos derivados de petróleo.

De acordo com a Abicom, a gasolina ainda está, em média, 6% abaixo do preço encontrado no mercado internacional. O mesmo acontece com o óleo diesel, que está com valor 7% abaixo do encontrado em outros países.

Para tentar diminuir essa defasagem, a Petrobras teria que divulgar novas altas no preço dos combustíveis. O valor médio de venda nas refinarias deveria subir em R $0,19 para a gasolina e R $0,25 para o diesel a fim de equipará-los com os preços encontrados no mercado externo.

Segundo o que foi informado na última quinta-feira (13) pela Ativa Investimentos, ainda existe espaço para que a Petrobras possa aumentar o preço da gasolina. Mesmo após o anúncio da última revisão de preço, a companhia ainda poderia subir os valores em mais de 5%, cerca de R $0,15.

Após o mercado externo dar indicações de que o preço do petróleo deve se manter em um patamar elevado, a Petrobras reajustou, na última quarta-feira (12), o valor da gasolina em 4,8% e o do óleo diesel em 8%. O barril de petróleo segue com valor elevado de cerca de US $80.

Na manhã desta quinta-feira (13), os contratos da commodity para o mês de março eram negociados a R$84,59 o barril. A Petrobras afirma que mantém paridade com os preços de importação (PPI), porém os reajustes nos preços só ocorrem quando há mudança estrutural e não conjuntural.

Saiba as regiões do Brasil com menores preços da gasolina e do óleo diese

Quando comparamos os preços da gasolina nos postos de cada região do Brasil, o preço mais alto registrado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e de Biocombustíveis (ANP) pode ser encontrado na região sudeste.

A média encontrada nos postos desta região foi de R $7,40 por litro do combustível. Porém, na região sudeste também foi onde a ANP encontrou os valores mais baixos no mercado, custando R$5,29 o litro, mostrando que esta região é a que possui maior variação.

O óleo diesel mais caro foi encontrado na região norte, custando cerca de R $6,70 o litro. Já o valor mais baixo do litro do óleo diesel foi encontrado na região sudeste, custando R $4,69 o litro.

Projeto de Lei visa estabilizar o preço dos combustíveis em todo o Brasil

No final do ano passado, a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou o Projeto de Lei (PL) 1.472/2021, que cria um programa de estabilização do preço dos combustíveis. O projeto visa conter a alta nos preços dos barris de petróleo no Brasil, contendo também a alta no valor do combustível nos postos.

O texto aprovado permite que o Executivo regulamente a forma de estabelecer limites para a variação no preço da gasolina e de outros combustíveis. Assim, por meio do uso de bandas de preços do combustível, é definida a frequência de reajustes e também os mecanismos de compensação.

5/5 - (1 vote)
8 Comentários
  1. jose roberto Maia Diz

    Reflexo de má gestão desses políticos pior q ladrão,e a maldita cotação em dólar do barril no Brasil sendo que o Brasil ladrão produz seu próprio petróleo que deveria ser valor + em conta ao povo brasileiro.o nosso país tem tudo p da certo mas esses merdas políticos não sabe fazer +nada
    só roubar de um jeito ou outro. fim dos tempos,e o Brasil nunca mudará só vai piorar.

  2. Lisboa Diz

    A política liberal é o q garante o emprego de várias pessoas no setor sucroalcooleiro. Há usina no nordeste q garante mais de 10k empregos. Dilma fez controle artificial de preço e quebrou o setor. Fora q o Brasil é um continente: existem várias importadoras de gasolina. A Argentina controlou e tem inflação de 50 por cento. O dólar n baixa devido ao temor da volta do marqueteiro. Já nos dá prejuízo fora….

  3. Lisboa Diz

    A política liberal é o q garante o emprego de várias pessoas no setor sucroalcooleiro. Há usina no nordeste q garante mais de 10k empregos. Dilma fez controle artificial de preço e quebrou o setor. Fora q o Brasil é um continente: existem várias importadoras de gasolina. A Argentina controlou e tem inflação de 50 por cento. O dólar n baixa devido ao temor da volta do marqueteiro. Já nos dá prejuízo fora… pt

  4. João Edson Diz

    Vai esperando algo de político meu amigo Valter…Esses caras só pensam no seu próprio umbigo, quando sobra alguma migalha aí talvez faz algo pra desfarsar para ganhar a próxima eleição.

  5. Guaru Diz

    André, um dos fatores é o ICMS que são muito elevados e os governos estaduais não abrem mão, claro que tem outros fatores como essa lei de paridade internacional aprovada no governo Temer

  6. Ronaldo Diz

    Fazendo ARMINHAS, o preço despenca, né mesmo, seus RUMINANTES??

  7. Valter ribeiro Diz

    Estão querendo arrebentar com os brasileiros o combustível já está muito caro e ainda falam que está defasado cadê os políticos pra ver isto

  8. André Diz

    O problema não era o ICMS kkkk, aqueles que perderam amigos e familiares discutindo o mérito liguem e peçam desculpa kkk.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.