Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4/5 - (65 votes)

PIS/Pasep: Veja quem tem direito ao valor acumulado

De acordo com o banco, os valores estão disponíveis para os saques por parte dos trabalhadores que têm direito.

As cotas do PIS/Pasep já acumulam um total de R$ 22 bilhões na Caixa Econômica Federal. De acordo com o banco, os valores estão disponíveis para os saques por parte dos trabalhadores que têm direito, que são aqueles que trabalharam com carteira assinada entre os anos de 1971 e 1988.

Veja também: Auxílio Brasil: como ficará o valor depois de 2022?

No entanto, os trabalhadores devem se atentar ao prazo estipulado para o resgate do benefício. A Caixa Econômica informou que os valores poderão ser sacados até o dia 31 de maio de 2025, caso contrário, será encaminhado aos cofres da União permanentemente. O prazo pode parecer distante, mas, o melhor a ser feito é o saque imediato.

Vale ressaltar que, o saque pode ser realizado tanto pelos titulares quanto pelos herdeiros, caso o trabalhador tenha falecido. Além disso, as cotas são válidas para os trabalhadores de iniciativas privadas e servidores públicos.

Como sacar as cotas do PIS/Pasep?

Para valores de até R$ 3 mil, os saques podem ser realizados utilizando o cartão cidadão e senha, nos Terminais de Autoatendimento da Caixa ou em unidades lotéricas.

Para quantias superiores, será necessário comparecer em uma agência da Caixa e apresentar um documento de identificação oficial com foto. Essa opção também é válida para quem não possui vínculo com a instituição.

Para os herdeiros, em casos de morte do titular, será preciso apresentar uma determinada documentação que comprove o vínculo com falecido, além de uma Certidão de Óbito ou inventário. O resgate também deve acontecer pessoalmente em uma agência da Caixa Econômica.

Abono PIS/Pasep será reajustado em 2022

Trabalhadores e beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) terão a sua mensalidade reajustada para R$ 1.200 em 2022. Isso pode acontecer devido a última estimativa do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Segundo as informações, a inflação deste ano pode ser encerrada em R$ 9,1%. Ela é a base dos preços praticados no mercado geral brasileiro, que define o valor do salário mínimo, de produtos alimentícios, alugueis, preço de carros e outros itens de consumo.

Anualmente o piso nacional deve ser reajustado conforme o INPC do ano anterior. Isso garante aos 50 milhões de cidadãos assalariados o poder de compra, embora seja bem limitado. Desse montante, cerca de 24 milhões são segurados da Previdência Social.

O INSS, bem como outros órgãos, programas e benefícios, é estritamente ligado ao salário mínimo. Neste sentido, quando é alterado, consequentemente os valores repassados aos públicos atendidos também são corrigidos. Confira o impacto do reajuste do piso nacional em alguns âmbitos.

Impacto do salário mínimo no PIS/PASEP

O abono salarial PIS/Pasep é um benefício concedido ao trabalhador com carteira assinada todos os anos. Ele é distribuído conforme a data de nascimento ou o Número de Identificação Social (NIS) para funcionários da iniciativa privada e de âmbitos públicos, respectivamente.

O valor do abono é calculado de acordo com o salário mínimo em vigência, sendo ele a quantia limite que pode ser repassada. Para isso, é preciso verificar quantos meses o cidadão trabalhou com carteira assinada no ano-base.

Sendo assim, se o trabalhador tiver prestado serviços no regime CLT durante 12 meses, ele terá o direito de receber o abono em seu valor integral. Logo, no próximo ano ele terá R$ 1.200 em mãos. Confira as proporções:

  • 1 mês: R$ 100;
  • 2 meses: R$ 200;
  • 3 meses: R$ 300;
  • 4 meses: R$ 400;
  • 5 meses: R$ 500;
  • 6 meses: R$ 600;
  • 7 meses: R$ 700;
  • 8 meses: R$ 800;
  • 9 meses: R$ 900;
  • 10 meses: R$ 1.000;
  • 11 meses: R$ 1.100;
  • 12 meses: R$ 1.200.
4/5 - (65 votes)

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

6 Comentários
  1. Rosa Maria Fraga Da Rosa Diz

    Minha mãe trabalhou nesse periudo e e falecida ser a q recebo levando a documentação na caixa

  2. Rosana Mali Fonseca de Assis Diz

    Quem não recebeu o Pasep em 2021,referente a 2020,receberá quando?

  3. Abimael Diz

    Eu trabalhei de carteira assinada de 2011 até 2013 nunca consegui pegar o PIS trabalhei de carteira assinada como lavrador Rural e também em outras firmas de construção

  4. Adineia Diz

    Meu pai faleceu eu consigo receber se ele tiver

  5. Auderly Damasceno Cardoso Diz

    Quem é funcionário público que trabalhou nesse período, como e onde ppdemos ver se temos direito ao PASEP?

  6. Elaine Diz

    Mas a caixa falo que precisa entra com advogado para receber

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.