Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

PIB do Brasil 2021 registra alta; ENTENDA

O PIB do Brasil 2021 registou alta de 1,4% em fevereiro em comparação com mesmo mês do ano passado. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (20) e fazem parte da análise da série dessazonalizada, segundo o Monitor do PIB-FGV.

Mesmo com a alta, os números ficaram abaixo do previsto na véspera pelo Banco Central. A expectativa é que o aumento atingisse 1,7% em fevereiro, assim retomando ao patamar antes da pandemia, o que não aconteceu.

Mesmo com a alta no PIB do Brasil 2021, não há muito o que comemorar de acordo com o coordenador do estudo, Claudio Considera. “Não é motivo de euforia, já que são taxas comparadas a meses sob forte impacto da recessão da pandemia”, analisou.

Na comparação com outros cenários foi possível perceber também a alta, sendo de 2,9% comparado os três primeiros de 2021 como o ano passado. Já na relação com fevereiro de 2020, a alta registrada foi de 1,6%.

Dentre as atividades econômicas (agropecuária, indústria e serviços), apenas uma apresentou queda – sendo a segunda com retração de 0,4% em fevereiro. Já os serviços aumentaram 1,4%, como forte influência pelo desempenho dos serviços de informação (5,3%) e intermediação financeira (7%).

Consumo das famílias

O consumo das famílias no trimestre fechado em fevereiro do PIB do Brasil em 2021 registrou queda de 3%. “Apenas o consumo de produtos duráveis cresceu no trimestre e o consumo de serviços segue sendo o grande responsável pelo desempenho ainda negativo do consumo das famílias”, informou a FGV.

Exportação

A exportação no trimestre fechado em fevereiro do PIB do Brasil em 2021 registrou queda de 3,1% em comparação com igual período do ano passado. Uma das maiores altas coube aos serviços agropecuários que retraiu 24,3% no trimestre, sendo destaque os serviços e os produtos da extrativa mineral.

Já os resultados positivos ficaram por conta dos setores de bens de consumo, os bens de capital e os bens intermediários.

Importação

A importação no trimestre fechado em fevereiro do PIB do Brasil em 2021 registrou avanço de 6,9% em comparação com igual período do ano passado. Este cenário foi impactado pela alta nos bens de capital. Outro aumento registrado neste ramo foi a importação dos bens intermediários.

Ainda a maior queda registrada na importação foi verificada em serviços.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.