Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

PF investiga fraudes em mais de 5 mil contas do Auxílio Emergencial

Segundo informações da Polícia Federal (PF), pequeno grupo teria sido responsável por fraudar milhares de contas do Auxílio

A Polícia Federal (PF) realizou nesta quinta-feira (5), mais uma operação contra fraudes no Auxílio Emergencial. De acordo com as informações oficiais, um pequeno grupo de pessoas pode ter sido responsável pela falsificação de mais de 5 mil contas do benefício. Não se sabe quanto eles conseguiram tirar do Governo Federal.

O que se sabe mesmo é que a operação em questão ganhou o nome de Voitheia II, que significa Auxílio em grego. Além disso, os policiais também disseram que a ação aconteceu simultaneamente em três estados. Foram eles: Rio de Janeiro, Santa Catarina e Minas Gerais. Eles realizaram uma série de procedimentos nestes locais.

De acordo com as informações oficiais, essa operação realizou quatro mandados de prisão preventiva. Além disso, eles obedeceram a 22 mandados de busca e apreensão e o cumprimento de sequestro de bens das pessoas que estão sendo investigadas. A ordem veio da Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.

Esta ação conta com o apoio de uma série de órgãos. São eles: Ministério Público Federal (MPF), Ministério da Cidadania, Caixa Econômica Federal, Receita Federal, Controladoria Geral da União (CGU) e o Tribunal de Contas da União (TCU). Pelo menos foi isso o que disseram os agentes da PF.

“Os objetivos da atuação interinstitucional são a identificação de fraudes massivas e a desarticulação de organizações criminosas, com a responsabilização de seus integrantes, além da recuperação aos cofres públicos do valores pagos indevidamente”, disse a PF por meio de uma nota oficial para a imprensa.

Fraudes no Auxílio

Nesta ação, muita coisa não está clara. Não dá para saber, por exemplo, como é que esses suspeitos estariam agindo para fraudar essas contas. Só o que se sabe mesmo é que eles conseguiram aplicar os golpes em mais de 5 mil perfis.

Também não está claro se esses golpes aconteceram no ano passado ou nos pagamentos atuais. Nem a Polícia Federal nem o Governo Federal divulgaram essas informações ainda. No entanto, eles devem fazer isso em breve.

No ano passado, de acordo com o Tribunal de Contas da União (TCU), o Governo Federal gastou bilhões de reais em pagamentos indevidos no Auxílio. É justamente por isso que o Palácio do Planalto quer aumentar o nível de fiscalização.

Cancelamentos

De acordo com as informações oficiais, o Governo está permitindo que o Dataprev realize uma série de procedimentos para analisar as contas dos usuários do Auxílio Emergencial. E o objetivo é justamente procurar por possíveis falhas.

Se esse órgão encontrar algum erro ele passa a ter o direito de cancelar o benefício do cidadão. Em alguns casos, no entanto, essa pessoa pode pedir a contestação da negativa. Isso vai acontecer apenas se o bloqueio não for definitivo.

De acordo com as informações do Ministério da Cidadania, mais de 2 milhões de beneficiários passaram por bloqueios no Auxílio desde o início dos pagamentos ainda no último mês de abril deste ano.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.