Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Parente que cuida do idoso: quem tem direito a receber benefícios?

Veja se existe essa possibilidade e quem pode requerer

A legislação garante os direitos aos que possuem mais de 60 anos, tal como a Lei do Idoso. Mas, e o parente que cuida do idoso? Ele tem direito a algum benefício? Este é realmente um questionamento muito comum, pois diversos cidadãos estão enfrentando a velhice ou uma doença grave e, eventualmente, precisam da ajuda de terceiros para realizar certas atividades diárias. Confira na matéria desta quarta-feira (17) do Notícias Concursos, quem pode requerer benefícios e como fazê-lo.

Parente que cuida do idoso possui direito a algum benefício?

Acontece que, em vários casos, é necessário acompanhar os idosos que podem ser deficientes ou incapazes de realizar as atividades básicas. Portanto, é comum ver parente que cuida do idoso abandonar o trabalho para prestar a devida atenção. Por fim, ele não consegue garantir seu sustento.

Nesse sentido, o direito a tratar dos mais velhos sempre foi aspiração de diversos movimentos sociais. Assim, em muitos países, as pessoas que fazem essa atividade têm direito a alguns benefícios ou podem até mesmo tirar férias remuneradas. No entanto, essa assistência ainda não tem competência no Brasil. Por conseguinte, a Previdência oferece condições aos idosos para que paguem os cuidadores, que podem ser familiares ou até mesmo profissionais.

Isso é conseguido aumentando a idade de aposentadoria dos idosos em 25%. Esse tipo de benefício é regulamentado pela Lei nº 8.213 / 1991 (Lei da Previdência Social). Contudo, é importante salientar que esse é um direito principalmente de quem aceita a aposentadoria por invalidez, mas vai beneficiar indiretamente os cuidadores.

Requisitos para ter os 25% a mais após a aposentadoria?

O aposentado precisa se inscrever no INSS e ser avaliado por médicos especialistas para adquirir o direito ao benefício para poder contratar cuidadores. Após o pagamento, pagam-se os benefícios junto com a pensão mensal depositada para o segurado.

Vale comentar que não precisa se dirigir ao INSS para solicitar esse benefício. Basta usar os dados pessoais para visitar o site, bem como o app Meu INSS. Ademais, caso o cadastro não esteja regular ainda, é só registrar o login, CPF e a senha.

Em seguida, siga as etapas abaixo:

  • Clicar na opção “Agendar / Solicitar”;
  • Clicar em “Novo Aplicativo”;
  • Escolher o serviço desejado;
  • Clicar em “Atualizar”;
  • Verificar ou alterar suas informações do contato e clicar em “Avançar”;
  • Inserir os dados que são necessários a fim de concluir seu pedido.

Na data, local e hora determinados, leve ao INSS os documentos comprovando a necessidade do acompanhante. Durante o período da pandemia, enviou-se relatórios, exames e certificados pela Internet para a realizar esse procedimento.

Quais são os direitos das pessoas que cuidam de idosos?

Embora o Brasil não tenha ainda uma política destinada a garantir o bem-estar do cuidado ao idoso, deve-se ressaltar que os direitos trabalhistas precisam ser observados com cautela. Assim, as pessoas que trabalham na CLT (Consolidação do Direito do Trabalho) e são remuneradas por idosos ou seus familiares usufruem dos seguintes benefícios:

  • Carteira de Trabalho assinada;
  • Salário-mínimo (não podendo ser inferior a esse valor);
  • Férias anuais mais um terço;
  • O décimo terceiro salário;
  • FGTS;
  • Aviso prévio;
  • Descanso semanal remunerado;
  • Entre outros.

Proposta de projeto para criação de assistência à equipe de enfermagem

Em 2020, as representantes Rejane Dias (PT-PI) e Maria do Rosário (PT-RS) apresentaram um projeto de lei 3022/20, cujo objetivo é criar assistência para cuidadores. A proposta estipula que os aposentados podem receber o valor até o teto de referente ao salário-mínimo que custearia quem cuida dos idosos, sejam eles profissionais ou familiares.

Este benefício é para pessoas com deficiências, idosos aposentados pela invalidez ou seus responsáveis ??legais, no caso de tutela, e que tenham recebido o BPC (Benefício de Continuidade) e tenham recebido o adicional de 25% de aposentadoria. Mas, para receber os benefícios, a renda das partes interessadas deveria chegar até quatro salários-mínimos. A proposta que beneficia o parente que cuida do idoso ainda está pendente na Câmara dos Deputados.

Avalie o Texto.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.