Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Pampa: Características do bioma do sul do Brasil

O tema pode cair nas provas de vestibulares do país e no Enem. Confira resumão!

O Pampa, também conhecido como Pampas, Campos Sulinos, Campos do Sul ou Campanha Gaúcha, é um bioma presente em apenas um estado brasileiro.

A saber, ele se situa na região do Rio Grande do Sul e ocupa mais da metade do seu território, além de parte da Argentina e do Uruguai. O nome pampa tem origem indígena e significa “região plana”.

Desse modo, trata-se de um tema sempre cotado para os vestibulares de todo país, assim como para o Enem. Por isso, vale muito a pena ficar ligado nesse assunto, veja!

Características do Pampa

O pampa está localizado em uma região de clima subtropical, ou seja, é contemplado por quatro estações do ano bem definidas, além de possuir a presença de gramíneas, plantas rasteiras, arbustos, além de árvores de pequenos portes.

Vegetação

De acordo com especialistas e o Ministério do Meio Ambiente, a vegetação por ser compreendida por essa divisão:

  • Estepe
  • Savana Estépica
  • Floresta Estacional Semidecídua
  • Floresta Estacional Decidual
  • Formação Pioneiras
  • Floresta Estacional

Relevo

Em suma, os pampas são formado por conjuntos que caracterizam o seu relevo, são eles:

  • Planalto da campanha
  • Depressão Central
  • Planalto Sul-Rio Grandense
  • Planície Costeira

Por conseguinte, evidencia-se que o relevo de planícies, formado por grandes áreas de pastagens desenvolveram grandes rebanhos.

Desse modo, uma das principais atividades econômicas da região é a pecuária extensiva, sobretudo a criação de bois e ovelhas.

Além disso, o Pampa também tem boa produção agrícola como: soja, arroz, milho, trigo e uva.

Fauna e Flora do Pampa: Os pampas são contemplados por uma fauna rica e diversificada, principalmente pela grande quantidade de aves, mamíferos, artrópodes, répteis e anfíbios.

Bem como, pesquisas demonstram que a flora do Pampa apresenta ao menos 3000 espécies de plantas, desse modo, evidencia-se uma grande variedade vegetal.

Desmatamento da região dos Pampas

Assim como em outros biomas, as atividades econômicas realizadas na região dos pampas, como por exemplo a agropecuária, se caracterizam pelo crescimento das pastagens e dos campos de cultivo.

Desse modo, são os principais responsáveis pelo desmatamento e deterioração do bioma. Como resultado, o desaparecimento de espécies nativas, assim como, o aumento da arenização do solo, entre outros fatores.

Em decorrência disso, diversas espécies se encontram atualmente em extinção, preocupando a sociedade e os biólogos do país.

Não deixe de ler também – Cerrado: Clima, vegetação, fauna e desmatamento

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.