Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

4.5/5 - (8 votes)

Pagamento de cotas duplas do auxílio emergencial será efetuado

Recentemente, a proposta recebeu um parecer favorável da Comissão Mista de Orçamento da Câmara dos Deputados.

Em 2020, o Auxílio Emergencial tinha acabado de ser lançado para apoiar as famílias em situação de vulnerabilidade social diante a pandemia da Covid-19. Na ocasião, as parcelas tinham um valor único para o público geral e uma quantia duplicada destinada as mães solteiras chefes de família.

Veja também: Auxílio emergencial 2021 com parcelas retroativas do mês de agosto

Neste sentido, os pagamentos de R$ 600 eram concedidos as famílias diversas e, de R$ 1.200 viabilizado as mulheres chefes de família monoparentais. Todavia, os homens que se encaixavam na mesma situação que essas mulheres não receberam as cotas duplas.

Segundo o presidente da república, Jair Bolsonaro, o projeto não apresentava uma estimativa do impacto financeiro para este público. Além disso, não havia dados sobre esse público capaz de identificá-los. Sendo assim, a possibilidade foi vetada.

No entanto, em junho deste ano a decisão do presidente foi derrubada pelo Congresso Nacional, impulsionando a criação do PLN 43/21, que solicita um crédito especial de R$ 2,8 bilhões para custear o pagamento complementar de forma retroativa a esses pais solteiros.

Recentemente, a proposta recebeu um parecer favorável da Comissão Mista de Orçamento da Câmara dos Deputados. Agora, o texto deve seguir para votação no Plenário. Caso seja aprovado, concederá cerca de R$ 3 mil para os homens de direito, referente ao complemento de cinco parcelas no valor de R$ 600 (cota dupla de R$ 1.200).

A seleção será realizada pela Dataprev e pelo Ministério da Cidadania, que irão cruzar os dados para identificar os pais solteiros para o recebimento da nova cota do Auxílio Emergencial. Os possíveis beneficiários poderão consultar a situação através do site.

Vale ressaltar que inicialmente o pagamento será repassado apenas para os pais solteiros que se cadastraram pelo aplicativo ou site do Auxílio Emergencial. O benefício retroativo será depositado na conta Poupança Social Digital e poderá ser movimentado pelo aplicativo e Caixa Tem.

Os demais homens que se encaixam nos critérios dos pagamentos serão atendidos a partir de janeiro de 2022. A estimativa do Governo Federal é que só para este grupo cerca de R$ 779 milhões sejam desembolsados.

4.5/5 - (8 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

3 Comentários
  1. cassio Eduardo da Silva Diz

    Muitas conversas e pouca ação para esses pais solteiros até o momento não tem um centavo na minha conta do caixa tem só converça e humilhação pois para pedir voto não perdem tempo b ó nato

  2. Jocilene Diz

    Eu sou diabética hipertensão depressão não trabalho não tenho casa fui despejada por não ter como pagar aluguel não sou aposentada recebia 87 reas de bolsa família desde Janeiro de 2020 broqiaro esse benefício eu agradeço a Deus quando alguém mim alimenta antes eu fui mora na rua até que fizero um barraco de plástico papelão próximo um valao convivia com mal cheiro enchentes ratos cobras até que veio os ficais do meio ambiente e demolido o barraco sem dó nem piedade

  3. Julio Cesar ribeiro Diz

    Gostaria de viver em um país justo melhorem paz pós isso não acontece pós o sistema ecrueu corrupto ei justo para com todos choro todos os dias por que não consigo ser felis

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.