Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

OMS: Ivermectina não deve ser usada contra Covid-19

Em comunicado divulgado nesta quarta-feira (31), a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomendou que a ivermectina não seja usada no tratamento de pacientes com Covid-19, exceto em ensaios clínicos.

Apesar de não ter comprovação científica na prevenção ou tratamento da Covid-19, o medicamento antiparasitário está presente no ‘kit covid’ defendido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Segundo especialistas da OMS, os dados de estudos clínicos para medir sua eficácia contra a Covid-19 não produziram resultados conclusivos.

“Nossa recomendação é não usar ivermectina para pacientes com Covid-19, independentemente do nível de gravidade ou duração dos sintomas”, disse Janet Díaz, chefe da equipe de resposta clínica à Covid-19 da agência da ONU, em entrevista coletiva.

A equipe da OMS chegou a conclusão de não recomendar a ivermectina contra Covid-19 com base em 16 ensaios clínicos randomizados com 2.400 participantes. Alguns dos estudos compararam a ivermectina com outros medicamentos.

Assim como a OMS, a Agência Europeia de Medicamentos e o órgão regulador nos Estados Unidos, a FDA, também não recomendam o uso da ivermectina no tratamento ou prevenção da Covid-19.

A própria fabricante do medicamento, o laboratório Merck, chegou a vir a público para informar que a ivermectina não tem eficácia contra a Covid-19.

Ivermectina deve ser banida do tratamento da Covid-19

Na semana passada, diversas associações médicas do Brasil solicitaram a suspensão do uso da ivermectina e da cloroquina, entre outros medicamentos do ‘kit covid’, no tratamento ou prevenção da Covid-19.

Na nota divulgada pela Associação Médica Brasileira (AMB), o grupo afirma que a ivermectina não tem eficácia comprovada.

“Reafirmamos que, infelizmente, medicações como hidroxicloroquina/cloroquina, ivermectina, nitazoxanida, azitromicina e colchicina, entre outras drogas, não possuem eficácia científica comprovada de benefício no tratamento ou prevenção da COVID-19, quer seja na prevenção, na fase inicial ou nas fases avançadas dessa doença, sendo que, portanto, a utilização desses fármacos deve ser banida”, disse em nota a AMB.

Além de não ajudar no tratamento, a ivermectina pode causar problemas de saúde, como a hepatite medicamentosa, quando usada para fins que não constam na bula.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.