Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

O pensamento de Freud para o ENEM: confira!

Um resumo para o ENEM

O pensamento de Freud: um resumo

Sigmund Freud é considerado o “pai da psicanálise” devido às suas importantes contribuições para o ramo.

Assim, não é de se surpreender que questões sobre o pensamento de Freud sejam tão frequentes na prova de sociologia do ENEM.

Vamos conferir, a seguir, um resumo com tudo o que você precisa saber sobre esse tema.

Quem foi Sigmund Freud?

Sigmund Freud nasceu no ano de 1856. O médico psiquiatra, considerado o fundador da psicanálise, iniciou os seus estudos utilizando a hipnose. Posteriormente, Freud desenvolveria uma grande quantidade de teorias a respeito da mente humana.

O pensamento de Freud: tratamento

Sigmund Freud se notabilizou pelo tratamento dado aos seus pacientes. Isso porque, o psiquiatra buscava conversar com o paciente e, através do diálogo, adentrar ao seu subconsciente procurando soluções para seus problemas.

O pensamento de Freud: a psicanálise

Como mencionado, Freud é considerado o pai da psicanálise: o ramo da ciência que realiza a análise do comportamento através da psique, do conhecimento do cliente e dos fatos que podem ser observados no consciente e no subconsciente.

O pensamento de Freud: a divisão da mente

Por volta do ano de 1920, Sigmund Freud dividiu a mente humana em três partes: o Id, o Ego e o Superego.

O pensamento de Freud: Id, Ego e Supergo

No Id, encontram-se todos os princípios do prazer. Aqui, não é levado em consideração qualquer aspecto da realidade: predominam somente paixões e vontades primitivas.

Porém, sabemos que nem sempre se pode obter tudo o que se deseja e o Ego está ali para mostrar justamente esse aspecto, levando em consideração a adequação à realidade.

O Superego seria, dessa maneira, a parte moral da mente humana, formada principalmente a partir dos 5 anos de idade do indivíduo. O Superego é o responsável por fazer com que as pessoas tenham senso de autocrítica e respeitem os valores morais e as leis.

O pensamento de Freud: os sonhos

Devemos destacar também o estudo promovido pelo psicanalista com relação aos sonhos: em seu livro “A Interpretação dos Sonhos” encontramos explicações sobre o significado dos sonhos para a psicanálise.

Sigmund Freud afirmava que os sonhos são desejos inconscientes e que todo sonho tem um determinado significado, o qual representa um desejo reprimido por nossa consciência. Os sonhos seriam então uma espécie de libertação dessa repressão.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.