Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

O Acidente Nuclear de Fukushima: um resumo

Confira!

O Acidente Nuclear de Fukushima: o que você precisa saber

No mês de março de 2011, o Japão sofreu com um acidente nuclear de grandes proporções: o acidente da usina nuclear de Fukushima.

O evento é abordado com frequência por questões de geografia e atualidades de vestibulares e da prova do ENEM. Dessa forma, para que você se prepare de forma adequada, vamos conferir um resumo sobre o acidente.

O Acidente Nuclear de Fukushima: introdução

Uma sequência de desastres naturais ocasionou um acidente nuclear: essas poucas palavras resumem bem o que foi o evento conhecido como “acidente nuclear de Fukushima”.

O Acidente Nuclear de Fukushima: características

Em março de 2011, o Japão foi atingida por um terremoto de 9 graus de magnitude, provocando também um tsunami que assolou a cidade de Fukushima. O tsunami, por sua vez, atingiu a usina nuclear da cidade, provocando um acidente.

O Acidente Nuclear de Fukushima: os acidentes naturais

Com o tsunami, as águas ultrapassaram o muro de proteção da usina, inundando completamente o local. O terremoto, por sua vez, aconteceu em seguida e provocou o superaquecimento dos reatores. Quando isso acontece, o sistema de resfriamento da usina é acionado. Porém, a água levada pelo tsunami fez com que os motores do sistema não funcionassem. Assim, o resfriamento não aconteceu, provocando a explosão dos reatores. 

O Acidente Nuclear de Fukushima: consequências

Não aconteceram mortes iminentes no momento do acidente nuclear. Todavia, os danos a longo prazo podem ser, segundo especialistas, extensos. Milhares de indivíduos precisaram evacuar as regiões que se encontravam nos arredores da usina e, em 2013, foi confirmado o vazamento de água radioativa no mar, como consequência do acidente.

Ainda não é possível mensurar as consequências do desastre, tanto para aqueles que estavam próximos à explosão quanto para o meio ambiente e a região atingida, uma vez que o acidente ainda é recente.

Devemos ressaltar também que estudos realizados depois do acidente nuclear de Fukushima indicaram que o desastre poderia ter sido evitado. Isso porque, os especialistas sabem que a localização do Japão é propensa para a ocorrência de terremotos e tsunamis. Porém, ao contrário do que deveria ter sido feito, a usina de Fukushima não foi projetada para operar com capacidade de enfrentar esses desastres naturais.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.