Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Novo Bolsa Família deverá atender 20 milhões, diz Bolsonaro

De acordo com o Presidente, cerca de 20 milhões de brasileiros irão receber as parcelas do novo Bolsa Família a partir de novembro

O Presidente Jair Bolsonaro voltou a falar nesta semana sobre a questão do novo Bolsa Família. De acordo com o chefe do executivo, o programa que deve estrear no próximo mês de novembro vai atender algo em torno de 20 milhões de brasileiros. Seria portanto um aumento de seis milhões de novos usuários.

Hoje, de acordo com o Ministério da Cidadania, a versão atual do Bolsa Família atende cerca de 14 milhões de brasileiros. É certo que uma parte dessas pessoas está neste momento recebendo o dinheiro do Auxílio Emergencial. No entanto, eles são originalmente beneficiários do Bolsa Família.

“Vamos reajustar no mínimo em 50%. Porque houve uma inflação. Não vou negar que aumentou o preço do gás, da gasolina, do óleo, do arroz, do feijão, do ovo. O mundo todo passou a consumir mais. No mundo todo houve inflação na questão dos alimentos”, disse o Presidente em uma entrevista recente.

“Nós estamos buscando todo dia novas soluções para atenuar esse problema. Então, o mínimo de R$ 300 vai fazer diferença. E o número de beneficiados do Bolsa Família, até dezembro, nós avaliamos em 20 milhões de pessoas”, completou o chefe do executivo na entrevista em questão. Vale lembrar, no entanto, que toda essa situação é mais polêmica do que parece ser.

De acordo com informações de bastidores, mesmo repetindo que o valor do novo Bolsa Família é de R$ 300, membros do Ministério da Economia acreditam que esse montante é muito alto. Eles temem que isso possa acabar fazendo com que o próprio Governo Federal acabe furando o teto de gastos públicos. E isso poderia ser portanto um crime de responsabilidade.

Falta de definição

Nesta quinta-feira (29), o Ministro da Cidadania, João Roma se encontrou com o Ministro da Economia, Paulo Guedes. Na entrevista conjunta que eles deram na saída da reunião, os dois preferiram não falar sobre a questão dos valores do programa em questão.

João Roma se limitou a dizer que isso é um ponto que vai passar por uma discussão apenas em um momento posterior. Guedes também evitou cravar algum patamar de pagamentos. São posturas portanto diferentes da do Presidente, que garante que o montante médio será de R$ 300.

De acordo com informações de bastidores, há uma certa rusga de comunicação sobre essa questão. É que parte do Governo quer manter o novo Bolsa Família na casa dos R$ 300 e outra parte acredita que esse montante é muito alto.

Auxílio Emergencial

Enquanto os pagamentos do novo Bolsa Família não começam, o Governo segue pagando as parcelas do Auxílio Emergencial. Nesta semana, por exemplo, eles estão liberando os repasses do quarto ciclo dos montantes.

De acordo com o Ministério da Cidadania, cerca de 37 milhões de brasileiros estão recebendo as parcelas do Auxílio neste momento. Uma boa parte dessas pessoas, aliás, são usuárias originais do Bolsa Família.

Recentemente, o Governo Federal anunciou oficialmente a prorrogação do Auxílio Emergencial por mais três meses. Com isso, os pagamentos do benefício deverão seguir, pelo menos, até o próximo mês de outubro.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
2 Comentários
  1. Henny SOARES Diz

    Olá bom dia
    UMA PERGUNTA
    MINHA IRMÃ é desempregada tem diabetes remédios caros.tem um filho de 4 anos. Somente o marido trabalha com um salário mínimo e ainda tá no risco de ser mandado embora nessa arma divido a situação da pandemia. Tudo fechando.ela foi bloqueada de receber a única ajuda que era o emergecial. Como pode isso. Ela não tem serviço.

  2. Dirlene Vanderlei de LIMA Diz

    Que der tudo certo 🙏

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.