Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

1/5 - (2 votes)

Novo auxílio de R$400 com pessoas do auxílio emergencial

Uma das principais dúvidas sobre o novo Bolsa Família é o que acontece com as pessoas que migraram para o Auxílio Emergencial

O Governo Federal deve começar dentro de mais algumas semanas os pagamentos do seu Auxílio Brasil. Esse é o programa que deve substituir o Bolsa Família. A expectativa é que o novo benefício acabe chegando na casa de algo em torno de 17 milhões de pessoas. Os repasses devem começar ainda neste mês de novembro.

Mas apesar da proximidade do pagamento, muita gente ainda tem dúvidas sobre o que vai acontecer com os usuários dos programas que já existiam. O Auxílio Emergencial, por exemplo, faz sua última liberação ainda no último domingo (31). O que vai acontecer com os usuários do Bolsa Família que estavam por lá?

Vale lembrar que o Governo Federal decidiu que os beneficiários desse programa poderiam migrar para o Auxílio Emergencial de maneira momentânea. Isso aconteceria somente para as pessoas que tivessem algum tipo de vantagem financeira nesta troca. Algo em torno de 9 milhões de beneficiários fizeram essa migração.

Na última semana, o Governo Federal anunciou que todos os usuários do Bolsa Família irão receber o Auxílio Brasil. Isso vai acontecer, aliás, de maneira automática. Isso quer dizer, portanto, que esses beneficiários não precisarão fazer nenhum tipo de recadastramento. Eles irão direto para o benefício novo.

Quem migrou

Dessa forma, dá para dizer que todos aqueles 9 milhões de brasileiros que saíram do Bolsa Família e foram para o Auxílio Emergencial entram também nesta regra. É que por mais que eles tenham migrado de programa, eles ainda são beneficiários do primeiro.

Então eles não precisarão fazer nenhum tipo de recadastramento. Eles receberam a última parcela do Auxílio Emergencial neste último mês de outubro, e a partir de novembro eles já começam a receber o novo benefício.

Quem não migrou

Quem recebia o Auxílio Emergencial e não fazia parte do Bolsa Família vive um outro cenário. De acordo com o Ministro da Cidadania, João Roma, esse grupo engloba algo em torno de 25 milhões de pessoas. É o que dizem os dados oficiais.

Já se sabe que esses cidadãos não irão receber o Auxílio Brasil em novembro. A partir de dezembro, eles passarão a ter uma chance de entrar. Mas o fato é que apenas uma pequena parcela deles vai conseguir entrar de fato.

Auxílio pode ser prorrogado

Como dito, o Ministro João Roma acredita que milhões de pessoas que estavam recebendo algum benefício do Planalto até dezembro fiquem sem nada já a partir de novembro. Ele vinha dizendo que o Governo Federal faria algo para ajudar esses brasileiros.

Só que até aqui não se sabe o que poderia ser. Nos últimos dias fala-se muito sobre a possibilidade de uma nova prorrogação do Auxílio Emergencial. Só que, pelo menos até a publicação desta matéria, não há nada confirmado sobre isso.

De acordo com informações da imprensa, o Auxílio Emergencial só será prorrogado no caso de a PEC dos Precatórios não conseguir passar pelo Congresso. É que neste caso, o Governo não vai poder mais pagar o Bolsa Família turbinado.

1/5 - (2 votes)
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.