Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

NOVO auxílio de até R$ 3 mil é aprovado pelo Senado; veja quem pode receber

De acordo com texto aprovado no Senado, algumas pessoas podem receber até R$ 3 mil em novo Auxílio Emergencial

O Senado Federal aprovou mais um Auxílio Emergencial para o país. Desta vez, o foco dos pagamentos serão os agricultores. Em tese, o benefício vai pagar uma parcela única para aqueles trabalhadores rurais que estão em situação de pobreza ou de extrema pobreza neste momento da pandemia do novo coronavírus.

Pelos registros oficiais atuais, as pessoas que estão em situação de pobreza são aquelas que registram uma renda mensal per capita de até R$ 178. As que estão em extrema pobreza são as que tem esta mesma renda só que até R$ 89. Esse é o público alvo desse projeto em questão. Pelo menos é o que diz o texto do programa.

De acordo com informações do Senado, o Auxílio deverá pagar uma parcela única de R$ 2,5 mil. Então essas pessoas receberiam todo esse montante de uma só vez. No caso das famílias que sejam comandadas por mulheres, esse dinheiro poderia chegar a ser de R$ 3 mil. Pelo menos essa é portanto a ideia central do projeto.

O relator da proposta no Senado foi o Senador Paulo Rocha (PT-BA). De acordo com ele, a ideia do programa é ajudar esses trabalhadores neste período difícil da pandemia. “As medidas são fundamentais para o enfrentamento das questões socioeconômicas relacionadas à pandemia de Covid-19”, disse o parlamentar.

Ainda de acordo com ele, o programa vai permitir o adiamento das dívidas que esses agricultores possam ter com a união. A ideia é que a extensão do prazo dure, pelo menos, até o próximo final do ano de 2022. Então as pessoas teriam mais de um ano para conseguir fazer esses pagamentos.

“Bolsonaro deve vetar”

Vale lembrar ainda que o Senado Federal aprovou esse texto sem nenhuma alteração do documento que veio da Câmara. Com isso, o próximo passo do projeto é seguir para a assinatura do Presidente Jair Bolsonaro. Aliados, no entanto, acreditam que isso não deve acontecer.

É que membros da base do Governo no Senado tentaram derrotar essa pauta por lá mesmo. O próprio líder governista na casa, o Senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), disse o Planalto não pode aprovar essa ideia.

Ele argumentou que a proposta é interessante e que alguns pontos são importantes. No entanto, ele falou que o Governo não pode bancar essa pauta. Coelho frisou que o Planalto teria que gastar algo em torno de R$ 550 milhões com esses pagamentos.

Além do Auxílio

A aprovação dessa proposta no Congresso Nacional acontece justamente em um momento em que o Governo Federal está falando em corte de gastos. Na verdade, eles ainda não decidiram como irão conseguir o dinheiro para pagar o Bolsa Família.

O próprio Presidente Jair Bolsonaro enviou pessoalmente a Medida Provisória (MP) do Auxílio Brasil para o Congresso. Acontece, no entanto, que esse texto não tem algumas informações básicas, como a fonte da renda do projeto, por exemplo.

O Governo garante que vai conseguir pagar o novo Bolsa Família a partir de novembro. No entanto, de acordo com informações de bastidores, é muito difícil que eles aprovem um outro Auxílio neste momento. E se isso se confirmar, seria uma péssima notícia para esses agricultores que esperam por essa ajuda.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
10 Comentários
  1. Josiane Diz

    Bom dia .deveriam dar auxilio pra quem precisa estam dando pra quem tem mercado loja ai nao adianta.conheço muita gente assim como eu esta desimpregada marido parado e nao recebi auxilio tem gente aposentado pega auxilio finxado pegando auxilio creio eu que Deus e justo essa opiniao

  2. Tadeu fraga Diz

    Quem era comerciante e fechou a empresa não dá nada msm senado filha da puta .quem estava gerando emprego como eu fechei minha empresa . Cambada de filho da puta

  3. Marcos Diz

    Si o Governo explorações os minérios do Brasil, teríamos dinheiro em caixa sobrando, agora só querem encontrar meios através de impostos, aí não vai

  4. Osvaldo Diz

    Só você falasse de cortar os benefícios qui tem deputados senadores eu concordava mais cobrar imposto você tá e louco

  5. Gilmar Diz

    Eu acho que se continuar aprovando auxílio para todo.mundo, daqui a pouco ninguém mais vai trabalhar.. tem muita vaga de trabalho, e ninguém quer.. inclusive, vem mão de obra de fora do país, porque dizem que está em falta no País..
    Então, hora dessa turma que quer viver de auxílio, tirar a banda do sofá e ir trabalhar..

  6. Luciene de Santana Silva Diz

    Caso bolsa família gente vocês estão no tempo do ronca cade os cadastros do bolsa família online até hoje ninguém fez isso. Já tentei fazer várias vezes o bolsa família e nada até hoje tenho 4 filhos e até hoje nunca consegui já fui no CRAS já fiquei pendurada no telefone para liga agora com está pandemia não saiu mais de casa. Desempregada EAI, ninguém vai lança este cadastro online do cadastro do bolsa família.

  7. Renato Diz

    Boa Noite a ideia é interessante, e o Brasil tem como pagar. Só é cortar a regalias, e hora de cobra os impostos das igrejas de portes grandes

  8. Susana da Silva Bilhalva Diz

    Eu tenho direito estou precisando muito

  9. Mônica Pinheiro Diz

    Mp

  10. Cristiane Diz

    Boa tarde acho que deveriam fazer um auxilio para pessoas desempregadas …que foram dispensados do trabalho…e até agora não conseguiram emprego…pais de famílias…até conseguir se restabelecer e entrar novamente no mercado de trabalho…conheço muita gente pais de famílias que tá difícil a situação …porque não tem muita experiência…e é selecionado os que têm estudos e experiência…então deveriam ter um auxilio para essas pessoas também …minha opinião…

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.