Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

NOVO auxílio com valor de R$ 250 pode ser liberado; confira

De acordo com informações, o novo programa vai atender mães de crianças que tenham entre 0 e 6 anos de idade.

O Governo do estado de Goiás anunciou recentemente os detalhes do seu mais novo Auxílio Emergencial estadual. De acordo com informações, o novo programa vai atender mães de crianças que tenham entre 0 e 6 anos de idade. Elas receberão algo em torno de R$ 250 por mês, desde que cumpram uma série de exigências.

De acordo com o governador do estado, Ronaldo Caiado (DEM), o projeto será permanente. Portanto, ao contrário de outros auxílios estaduais, ele vai durar por tempo indeterminado. A expectativa é que cerca de 10 mil mães comecem a receber o benefício já a partir do próximo mês de setembro.

De acordo com o Governo de Goiás, a primeira exigência para receber a quantia é estar em situação de vulnerabilidade. Além disso, é preciso ter um cadastro ativo no Cadúnico. Quem não estiver nesta lista do Planalto não vai poder receber o benefício. Nestes casos, nem adianta tentar entrar no programa em questão.

Outra exigência do Governo local é que os filhos dessas mães estejam com matrícula ativa em escolas do estado. Essa é uma exigência para evitar que o estado premie famílias que estejam colocando os seus filhos para trabalhar ao invés de mandá-los para a escola. Para receber o benefício também vai ser necessário que as crianças tenham a carteira de vacinação atualizada.

“Existe um estudo de que essa é a idade que as crianças mais necessitam de uma alimentação correta. Só uma mãe sabe a importância do que é colocar um prato de comida para os filhos”, disse o Governador Ronaldo Caiado. Ele ainda não deu, no entanto, mais detalhes sobre o projeto nesta entrevista. Ele deverá fazer isso nas próximas semanas.

Pagamento de auxílios estaduais

Esse anúncio da criação de um Auxílio Emergencial fixo em Goiás acontece justamente em um momento em que várias pessoas estão pedindo para que os governos dos seus estados façam a mesma coisa. Há portanto uma pressão neste sentido.

É que várias unidades da federação começaram a pagar os seus auxílios próprios ainda no início deste ano. Muitos deles estão portanto chegando ao fim. É neste sentido que vários cidadãos estão fazendo pressão para que esses projetos passem por prorrogações.

Recentemente, o Governo Federal anunciou a prorrogação do seu próprio Auxílio. Com o anúncio, agora dá pra saber que o programa vai durar até, pelo menos, o próximo mês de outubro. Pelo menos é o que se espera até aqui.

Auxílio em outros estados

No entanto, não foi só o estado de Goiás que anunciou um Auxílio nos últimos dias. Em São Paulo, por exemplo, o Governador João Dória anunciou a criação de um vale-gás para ajudar parte da população carente a comprar botijões de dois em dois meses.

Outros estados como Rio de Janeiro, por exemplo, também estão começando a discutir projetos semelhantes. No Maranhão, o Governador Flávio Dino (PSB) anunciou o pagamento de um benefício que vai para parentes de vítimas fatais da Covid-19.

O próprio Governo Federal tem a previsão de pagar um programa semelhante dentro do novo Bolsa Família. No entanto, ainda faltam alguns detalhes sobre esse processo. O Planalto ainda não bateu o martelo sobre alguns desses pontos.

Veja também: Caixa: Liberação de R$1.500 a R$5.000 ainda este ano? Saiba

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
3 Comentários
  1. Marizane Diz

    E muito bom seraQue eu vou tirar também

  2. Jhenifer vieira Diz

    Estava recebendo o auxílio certinho, mas devido o meu cartão poupança ter vencido a validade eu tive que fazer outro…mas agora como faço pra receber o auxílio de novo?

  3. Fabio souza Diz

    Fala de alxilio é fácil! Quero ver é diminuir esse tempo de análise documental e análise urbano pós perícia. Isso tá uma vergonha

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.