Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Nova parcela de Auxílio de R$ 70 é liberada. Veja quem pode receber

De acordo com as informações oficiais, auxílio alimentar vai atender cerca de 32 mil famílias que estão em situação de vulnerabilidade social

A liberação da sétima parcela do Auxílio Emergencial de R$70 está liberada. Trata-se de um dinheiro que está indo diretamente para os usuários que estão em situação de extrema-pobreza e que tenham cadastro ativo no Cadúnico.

Segundo informações do próprio governo municipal, os pagamentos são de R$ 70 por mês e estão chegando nas pessoas por meio de créditos nas contas dos mesmos. Estima-se que cerca de 32 mil famílias estejam aptas para receberem esse benefício em questão. Pelo menos é o que se sabe até este momento.

Quem quiser receber esse dinheiro, precisa entrar em contato com o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) da capital paranaense. É preciso seguir uma série de exigências para esse recebimento. A primeira e mais óbvia das regras é ser morador da cidade de Curitiba. Quem mora em outro lugar, não vai poder receber o benefício.

Mas não é só isso. Ainda de acordo com a Prefeitura Municipal, é preciso também ter inscrição ativa no Cadúnico. Quem não está nesta lista, também não pode receber o benefício. Por último, eles também exigem que a pessoa tenha uma renda per capita abaixo da linha da extrema-pobreza. No momento de lançamento do projeto, esse patamar era de R$ 89.

Vale lembrar que os pagamentos deste auxílio específico estão acontecendo por meio de um crédito de R$ 70 em cartão. A ideia é que os usuários usem esse dinheiro em até, no máximo, 30 dias. Só dá para usar essa quantia nos chamados Armazéns da Família. São locais de venda que possuem notadamente valores mais baratos.

Auxílio Emergencial

Vale lembrar que este é um auxílio de caráter municipal. Então, como dito, as pessoas que precisam do dinheiro mas que moram fora de Curitiba, não podem receber esse benefício. Vale lembrar, no entanto, que existe uma série de outras possibilidades.

Quem mora em outra cidade ou estado, pode procurar se informar com a Prefeitura ou com o Governo estadual. A ideia é descobrir se eles estão oferecendo algum tipo de auxílio para a população carente. Desde o início deste ano, vários gestores passaram a pagar o benefício.

Também existem auxílios em nível federal. De acordo com o Palácio do Planalto, o novo Bolsa Família deve começar a ser pago a partir do próximo dia 17 de novembro. Pelo menos é isso o que se sabe até aqui.

Novo Bolsa Família

O plano do Governo Federal, no entanto, é começar a inserir novos usuários no Bolsa Família somente a partir do próximo mês de dezembro. Essas pessoas somente entrariam no segundo pagamento do benefício em questão.

A partir de dezembro, aliás, o Palácio do Planalto quer começar a pagar o projeto para cerca de 17 milhões de pessoas. Em novembro, serão 14,6 milhões. A ideia também é subir o nível de pagamentos para a casa dos R$ 400.

Tudo isso, no entanto, vai depender da situação da PEC dos Precatórios. De acordo com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, a ideia é que se esse texto for aprovado no Congresso, o Governo vai poder aumentar o tamanho do Bolsa Família.

Avalie o Texto.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.