Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Caixa vai liberar saque do FGTS para quem tem até um salário mínimo na conta

Ação vai ser válida para o trabalhador que tinha saldo na conta vinculada de até um salário mínimo (R$ 998) em 24 de julho.

O cronograma do saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para o trabalhador que tinha saldo na conta vinculada de até um salário mínimo, no valor de R$998, 24 de julho, data da edição da medida provisória (MP), que autorizou o saque emergencial do Fundo, está sendo elaborado pela Caixa Econômica Federal (CEF).

Antes disso, a MP havia limitado o saque em até R$500 por conta (inativa ou ativa) para todos os trabalhadores). Porém, a proposta foi alterada no Congresso Nacional. Sendo assim, passou a ser permitido a retirada de até um salário mínimo das contas, para cotistas que tivessem até esse valor. Quem tiver saldo superior a um salário mínimo na conta, segue limitado o saque no valor de R$500.

Com alterações na Medida Provisória, muitos trabalhadores de baixa renda foram beneficiados, sem contar uma injeção de mais de R$3 bilhões na economia. A Caixa Econômica Federal deve pagar valores restantes ainda em 2019.

Vale lembrar, que mesmo o calendário de pagamento anterior ainda esteja em vigor, quem já regirou o dinheiro poderá sacar o restante. Para isso, o crédito será automático para quem possui conta poupança. Quem tem conta corrente, deverá solicitar o depósito e, por fim, aqueles que não são correntista, seguirá um cronograma para os pagamentos que ainda será definido. Os trabalhadores ainda terão a possibilidade de sacar o valor extra nas lotéricas.

Saque do FGTS em andamento

Agora é oficial. A Caixa Econômica Federal (CEF) liberou o calendário de saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os saques de R$ 500 começaram no dia 13 de setembro para quem têm conta poupança na Caixa e iniciou no dia 18 de outubro para quem não for correntista.

De acordo com o governo, o governo pode sacar de todas as contas do FGTS que possuírem, sejam de contas ativas (emprego atual) ou de contas inativas (empregos anteriores).

Por exemplo, se o trabalhador tiver duas contas, uma com saldo de R$ 2.000 e outra com R$ 3.000, ele poderá sacar R$ 500 de cada uma delas. Se tiver R$ 70 na conta, poderá retirar o valor total.

O governo informou que quem tiver conta poupança na Caixa, o depósito será feito automaticamente. Os correntistas que não desejarem sacar os valores deverão informar ao banco – eles terão até 30 de abril de 2020 para solicitar o desfazimento do crédito ou a transferência do valor para outra instituição financeira.

O trabalhador deverá seguir o novo calendário de pagamento divulgado pela CAIXA para receber os valores do FGTS:

Nascidos em Janeiro – Saque a partir do dia 18 de outubro;

Nascidos em Fevereiro e Março – Saque a partir do dia 25 de outubro;

Nascidos em Abril e Maio – Saque a partir do dia 08 de novembro;

Nascidos em Junho e Julho – Saque a partir do dia 22 de novembro;

Nascidos em Agosto – Saque a partir do dia 29 de novembro;

Nascidos em Setembro e Outubro – Saque a partir do dia 06 de dezembro;

Acesse Agora as Principais Notícias no Brasil e fique atualizado

Nascidos em Novembro e Dezembro – Saque a partir do dia 18 de dezembro.

A data limite para recebimento dos valores continua sendo 31 de março de 2020. Caso o saque não seja feito até essa data, os valores retornam para a conta de FGTS do trabalhador, sem qualquer ônus.

Transferência para outros bancos – Nos saques feitos na agência, a CAIXA não cobrará tarifa quando o trabalhador optar por transferir o valor do Saque Imediato para outras instituições financeiras.

Leia Também:

brasil 123  
7 Comentários
  1. Erika Cristina Canuto Diz

    Eu retirei 70 .00 reais e aí vou retirar de novo

  2. Antônio Afonso Gomes Diz

    Tem mais de 12 anos que eu recebi e nunca mais trabalhei de carteira assinada eu tenho direito de receber

  3. Antônio Afonso Gomes Diz

    faz muitos anos que eu receberei e nunca mais trabalhei de carteira assinada eu tenho direito de receber

  4. Antônio Diz

    O Dinheiro é do Trabalhador e eles que regulam, sei que é uma segurança mas existem situações que o trabalhador precisa no caso de pagamento de uma dívida, a compra de de veículo e o dinheiro fica retido rendendo muito pouco e sendo usado como empréstimo aos grandes empresários da construção civil, um absurdo !

  5. Regiane Diz

    Injusto,deveria liberar para todos, independente do valor na conta do FGTS.

  6. Sol Diz

    Pois na minha conta não caiu absolutamente nada.
    O governo já assinou o decreto

  7. Vera Regina Diz

    Quem tem mais que um salário mínimo vai poder sacar os 498?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?