Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Não há previsão de retomada das aulas presenciais na capital de São Paulo

Nesta terça-feira (30), o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, afirmou que ainda não há previsão para o retorno das aulas presenciais nas escolas da capital. De acordo com as informações dadas por Covas na entrevista, o retorno está fora de cogitação até que os dados da pandemia apresentem uma melhora significativa.

As aulas presenciais foram suspensas na capital no dia 12 de março por conta da alta alarmante nos números de casos da covid-19. Covas determinou a antecipação do recesso escolar do meio do ano para os alunos da rede municipal. Além disso, a prefeitura estabeleceu uma mudança no rodízio de carros com o objetivo de diminuir a circulação nas ruas.

Mesmo com a percepção de que a educação é essencial, o prefeito explica que este ainda não é o momento adequado para a retomada das aulas presenciais. “Ainda não há nenhuma definição da prefeitura sobre o retorno às aulas. Todo mundo sabe que a atividade de educação é mais do que essencial. Só que nós temos uma preocupação com a vida, é exatamente a área da Vigilância Sanitária que vai informar se já é possível e de que forma é possível retomar”, afirmou o prefeito.

O prefeito disse ainda que o retorno às aulas aumentou os focos de covid na cidade e, por isso, é preciso aguardar o momento certo para a retomada.

De acordo com Covas, a antecipação dos feriados e as demais medidas reduziram o número de pessoas nas ruas. Apesar de não apresentar números, o prefeito disse que houve um aumento na adesão ao isolamento social. No entanto, ele ressaltou que é cedo para “colher os resultados”.

Com informações da Agência Brasil.

E aí? Gostou do texto? Então deixe aqui o seu comentário!

Leia sobre educação : UFRR divulga nº de vagas do Sisu de 2021.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.