Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.7/5 - (3 votes)

INSS: Veja como emitir, preencher e pagar a Guia da Previdência Social

Por meio desse suporte, empresas, contribuintes individuais, contribuintes facultativos, segurados especiais e empregadores domésticos precisam fazer o recolhimento mensal, mas para isso, é preciso saber como preencher o carnê.

A contribuição feita ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deve ser realizada através da Guia da Previdência Social (GPS). Por meio desse suporte, empresas, contribuintes individuais, contribuintes facultativos, segurados especiais e empregadores domésticos precisam fazer o recolhimento mensal, mas para isso, é preciso saber como preencher o carnê.

Veja também: INSS: Contribuição irá aumentar a partir de fevereiro; confira a nova tabela

Guia da Previdência Social

A GPS é um documento usado para recolher, mensalmente, a contribuição ao INSS dos segurados. Ele deve constar todos os dados necessários para validar a contribuição.

A guia deve ser emitida no site da Receita Federal, mas quem preferir preencher manualmente também pode comprar o carnê da guia, é possível encontrá-las em papelarias.

Emissão da Guia 

Para emitir a GPS, veja os passos a seguir:

  1. Acesse o site da Receita Federal na área de emissão de GPS;
  2. Na página inicial, clique em “Emitir Guia de Previdência Social através do Sistema de Acréscimos Legais” e, depois, no botão “Iniciar”;
  3. Feito isto, escolha se é um contribuinte “anterior a 1999” ou “a partir de 1999”;
  4. Agora selecione sua categoria: Contribuinte individual (com renda), Doméstico, Facultativo ou Segurado Especial e anote o código de contribuição;
  5. Insira seu número de cadastro na Previdência Social, PIS/PASEP/NIT e o código de verificação solicitado (captcha);
  6. Clique em “Confirmar” e pronto!

Preenchimento da Guia da Previdência Social

Após emitir o documento, será necessário escolher a modalidade de recolhimento, inserir o mês de competência, e qual o salário servirá para base de cálculo. Esse preenchimento é automático, basta confirmar e efetuar o pagamento.

Todavia, também é possível preencher o carnê da GPS de maneira manual. Com muita atenção preencha os seguintes dados:

  1. Nome, telefone e endereço completo;
  2. O Vencimento do pagamento, sendo ele sempre no dia 15 do mês seguinte ao da contribuição;
  3. O Código de pagamento ou código de contribuição escolhido por você enquanto contribuinte. O mais comum é o 1007;
  4. Insira o mês e ano no formato MM/AAAA conforme a competência. Não confunda com a data de vencimento;
  5. O número identificador, que se refere ao seu número de cadastro na Previdência Social. Pode ser o PIS, NIT, PASEP ou outro número de identificação da Previdência Social;
  6. Informe o valor a ser pago para o INSS. Lembrando que o valor varia de acordo com o tipo de contribuição que escolheu, podendo ser com base na alíquota de 20% ou 11% do salário mínimo vigente;
  7. Em multas e juros, apenas preencha caso estiver efetuando a contribuição em atraso, depois do dia 15 do mês seguinte ao mês de contribuição;
  8. Por fim, no campo que solicita o total, informe o mesmo valor da contribuição, caso não esteja pagando em atraso. Caso o pagamento seja com atraso, some a quantia junto as multas e juros.

Preenchimento da Guia da Previdência Social – autônomos

Para os autônomos, ou seja, quem trabalha por conta própria sem carteira assinada, é necessário se inscrever na condição de filiado à Previdência Social no site do CNIS, para gerar um número de cadastro junto ao órgão, o PIS/PASEP/NIT.

Basta acessar o site e clicar em “Inscrição” no canto superior esquerdo e depois em “Filiado”. Feito isto, preencher os dados que forem solicitados. Vale ressaltar que é preciso ter no mínimo 16 anos para validar a inscrição, informar a opção de Contribuinte Individual e a atividade que exerce.

No que se refere ao preenchimento da GPS para essa modalidade, é igual as outras formas, já explicadas neste artigo.

Pagamento da Guia 

A Guia da Previdência Social pode ser paga nas casas lotéricas, instituições financeiras, correspondentes bancários e pelo internet banking do seu banco, podendo ser por meio do débito em conta ou por pagamento no aplicativo.

Em caso de pagamento em atraso, os juros são equivalentes à Selic, a taxa básica de juros da economia. O cálculo é feito a partir do 1º dia do mês seguinte ao vencimento até o mês anterior ao pagamento, mais 1% no mesmo intervalo de 30 dias. A multa equivale a 0,33% por dia de atraso.

A atualização da Guia da Previdência Social é obrigatória em caso de atraso no pagamento. Basta usar a versão digital da guia, acessando o Sistema de Acréscimos Legais (SAL). Já na versão manual, apenas insira os valores ajustados no carnê.

3.7/5 - (3 votes)
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.