Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

INSS pode adotar biometria em solicitações de empréstimo consignado

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) está analisando a ideia de adotar a biometria no processo de pedido do empréstimo consignado. Quem disse isso foi o próprio Presidente da autarquia, Leonardo Rolim. Ele esteve nesta quinta-feira (25) na Câmara dos Deputados. Ele participou de uma conversa.

De acordo com Rolim, essa seria uma maneira de tentar evitar que novas fraudes aconteçam com essas pessoas. Nos últimos meses, vários cidadãos vêm reclamando que estão recebendo descontos em seus salários por conta de empréstimos que eles alegam que não pediram. Muitas pessoas estão nesta situação.

O fato de estar se tornando uma fraude aparentemente mais comum fez com que muita gente passasse a desconfiar do poder de segurança de dados do INSS. E foi justamente por isso que deputados chamaram o Presidente do Instituto para essa conversa no Congresso Nacional.

Para Rolim, essas fraudes estão acontecendo porque alguns correspondentes bancários estão realizando pedidos fraudulentos. Ele disse que o Governo Federal estaria atuando junto com a direção do INSS para tentar resolver esse problema o mais rápido possível. Pelo menos essa é a ideia.

De acordo com relatos nas redes sociais, a grande maioria das pessoas que estão sofrendo com esse problema são idosos aposentados. Na grande maioria das vezes, eles não fazem nada de errado e não divulgam os seus dados para ninguém. A cobrança simplesmente aparece na conta deles do nada. Pelo menos é isso o que eles alegam.

Biometria no processo

É justamente por isso que Rolim está querendo colocar a biometria no processo de pedido do empréstimo. Seria algo semelhante ao que acontece atualmente com a prova de vida dos aposentados. O Presidente do INSS acredita que isso ajudaria a diminuir as fraudes.

Hoje, de acordo com as informações oficiais, a pessoa que quer tirar um empréstimo nesta modalidade precisa apenas apresentar alguns dados pela internet mesmo. O processo de confirmação acontece pelo aplicativo Meu INSS ou ainda pelo site de mesmo nome.

Com a possível mudança, esse aposentado poderia ter que confirmar o pedido no Meu INSS e também pela biometria. Dessa forma, as chances de fraude acabariam diminuindo drasticamente. É o que pensa a direção do Instituto, mas tudo isso ainda é uma ideia em fase de estudos. Ainda não se sabe se vai realmente acontecer.

Culpa do INSS?

Vale lembrar que Rolim foi ao Congresso Nacional depois de uma convocação do Deputado Elias Vaz (PSB-GO). O parlamentar cobrou explicações sobre essas fraudes e disse que familiares seus foram vítimas do golpe. Ele insinuou ainda que o INSS teria culpa em um possível vazamento de dados dessas pessoas.

“Existem casos de recém-aposentados que nem sabiam que o processo no Instituto já estava concluído e que receberam dinheiro de consignados nas contas, às vezes sendo informados da aposentadoria pelos bancos”, disse o parlamentar na Câmara nesta quinta-feira (24).

O Presidente do INSS negou essa teoria de que o Instituto poderia estar vazando esses dados. Ele disse que a direção trabalha para evitar que ataques cibernéticos atingem o sistema da autarquia. De acordo com ele, vários especialistas fazem esse tipo de trabalho por lá.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.