Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

INSS: greve dos peritos continua e segue sem prazo para acabar

Greve dos peritos médicos acaba atrasando ainda mais o processo de atendimento de perícias do INSS neste momento

A greve dos peritos médicos do INSS, continua nesta sexta-feira (8). De acordo com as informações oficiais, em alguns estados, a paralisação chega ao seu 12º dia. O movimento começou em momentos diferentes a depender do estado. Mas neste momento, a maior parte dos trabalhadores da área estão de braços cruzados.

No Rio de Janeiro, por exemplo, a greve dos peritos acabou de completar a marca de uma semana nesta quinta-feira (7). Vale sempre lembrar que o processo de perícia médica é parte obrigatória para o cidadão que precisa receber um benefício do INSS. Com a paralisação dos serviços, mais pessoas terão que esperar. E isso implica em mais prejuízos.

Cada estado possui a sua própria lógica de paralisação e cada unidade da federação dá números próprios sobre a paralisação. No Rio de Janeiro, por exemplo, a associação que representa a categoria afirma que pouco mais de 70% dos médicos peritos estão parados neste momento. Os números são desta quinta-feira (7).

Os servidores públicos alegam uma série de motivos para a aprovação da paralisação. Associações e Sindicatos que representam a categoria falam, por exemplo, da questão do reajuste salarial. Recentemente, o presidente Jair Bolsonaro (PL) prometeu pagar um aumento apenas para as forças federais de segurança. Agentes do INSS não estariam inclusos.

Entretanto, a questão do salário não é a única preocupação para os trabalhadores. Além de pedir pelo reajuste, os servidores também pedem melhorias nas condições de trabalho e realização de concursos públicos. Nos últimos meses, o próprio INSS afirma que o número atual de profissionais seria insuficiente para atender a demanda de pedidos.

Greve dos servidores

Vale lembrar que não são apenas os médicos peritos que estão em greve neste momento. De acordo com as informações oficiais, outros servidores públicos estão parados oficialmente desde o último dia 23 de março, ou seja, há mais de duas semanas.

Para evitar ser prejudicado pelas paralisações, a principal dica é verificar como está a situação especificamente na agência que costuma visitar. Vale lembrar que nem todos os pontos de atendimento estão fechados.

Mas caso a agência para qual o cidadão marcou uma consulta esteja fechada, o indivíduo poderá solicitar a remarcação do atendimento. O procedimento em questão pode ser realizado em casa mesmo através do aplicativo ou site oficial do sistema do Meu INSS.

Mudanças no INSS

A paralisação de parte dos servidores do INSS acontece justamente em um momento em que o Governo Federal aplica algumas mudanças na área. Na última semana, o Planalto anunciou alterações no sistema de repasse do consignado.

O próprio INSS disse que acompanha de perto a situação da greve dos servidores. Membros da diretoria afirmam que farão mais reuniões nos próximos dias para tentar ouvir os trabalhadores e resolver a situação.

O presidente do INSS, José Carlos Oliveira , disse em entrevista recente que tem ciência dos problemas com o tamanho da fila de espera. Ele disse ainda que o Instituto trabalha para tentar diminuir as filas de espera.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.