Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

INSS divulga calendário de pagamentos atual

Trabalhadores que recebem algum tipo de benefício no INSS poderão conferir as datas dos depósitos.

Recentemente, o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) divulgou o calendário de todos os pagamentos de 2022. Dessa forma, os aposentados, pensionistas e outros beneficiários que recebem valores do Instituto saberão as datas de seus pagamentos.

Nesse sentido, serão cerca de 36 milhões de segurados que terão acesso a estas quantias.

Além disso, estes receberão a partir da mesma lógica que já estão acostumados, ou seja, quem recebe um salário mínimo continua com prioridade. Portanto, este grupo, já em janeiro terá pagamento a partir do dia 25. Já quem recebe mais que um salário mínimo começa a receber em 1º de fevereiro.

Ademais, é importante lembrar que os depósitos seguem na ordem do final do NIS (Número de Identificação Social). Desse modo, primeiro recebe quem tem NIS de final 1 e, por último, quem tem NIS de final 0, para os beneficiários que recebem um salário mínimo.

Já quem recebe mais de um salário mínimo seguem a seguinte ordem:

  • Primeiro, para quem tem NIS de final 1 e 6
  • Seguindo para os de NIS de final 2 e 7
  • Beneficiários com NIS de final 3 e 8
  • Em seguida, NIS de final 4 e 9
  • Por fim, recebe quem possui NIS de final 5 e 0

Salário mínimo aumentou

Com o início do ano de 2022, os trabalhadores poderão contar um um salário mínimo maior. Dessa forma, de R$ 1.100, o salário mínimo nacional passará a ser R$ 1.212.

Portanto, todos os benefícios do INSS que são calculados em cima deste valor também terão correção. Dentre estes, por exemplo, está o BPC (Benefício de Prestação Continuada), que concede um salário mínimo para pessoas vulneráveis com deficiência ou idosas.

Além deste, as próprias aposentadorias e pensões irão se atualizar com base no novo piso mínimo.

A mudança do salário mínimo, ainda, também influenciará nos requisitos de alguns benefícios. Por exemplo, o próprio BPC que exige uma renda familiar de até um quarto de salário mínimo por pessoa para concessão da benesse.

A aprovação do orçamento de 2022 ocorreu com uma expectativa de que o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) aumentasse cerca de 10%. Assim, além do aumento do salário mínimo, o teto do INSS será de R$ 7.079,50 a partir deste mês.

Leia mais:

Salário Mínimo atual muda vários benefícios

Calendário de janeiro

Para que recebe um salário mínimo ou menos, os pagamentos ocorrerão nas seguintes datas:

  • 25 de janeiro: NIS de final 1
  • 26 de janeiro: NIS de final 2
  • 27 de janeiro: NIS de final 3
  • 28 de janeiro: NIS de final 4
  • 31 de janeiro: NIS de final 5
  • 01 de fevereiro: NIS de final 6
  • 02 de fevereiro: NIS de final 7
  • 03 de fevereiro: NIS de final 8
  • 04 de fevereiro: NIS de final 9
  • 07 de fevereiro: NIS de final 0

Já os beneficiários que recebem mais de um salário mínimo terão o pagamento nas seguintes datas:

  • 01 de fevereiro: NIS de final 1 e 6
  • 02 de fevereiro: NIS de final 2 e 7
  • 03 de fevereiro: NIS de final 3 e 8
  • 04 de fevereiro: NIS de final 4 e 9
  • 07 de fevereiro: NIS de final 5 e 0

Como analisar o calendário?

Assim que publicou o novo calendário, o INSS alertou os beneficiários sobre a forma correta de verificar o calendário. Isto é, considerando que é possível se confundir com as datas ou com o final de seu NIS.

Por esse motivo, o INSS deixou claro que a tabela de pagamento trata-se de uma programação para cada ano de quando os depósitos acontecerão.

Além disso, o Instituto instrui os beneficiários para que este analisem o final de seu NIS com atenção. Isso porque a data de pagamento ocorre conforme este número.

Portanto, o contribuinte não deve olhar aquele dígito que se encontra depois do hífen (-). Assim, considera-se o último número do NIS, aquele que se encontra imediatamente antes do hífen (-).

Usando o NIS 123.123.123-0 como exemplo, o final será o número 3. Por isso, este beneficiário, se receber menos de um salário mínimo, terá o seu próximo depósito no dia 27 de janeiro. Já, se receber mais de um salário mínimo, seu pagamento será no dia 03 de fevereiro.

Como consultar os benefícios do INSS?

O beneficiário que deseja consultar a data do seu recebimento, além de outros detalhes do benefício pode verificar o site ou aplicativo Meu INSS. Nessa plataforma, então, terá acesso a diversos serviços do Instituto.

É possível usar de alguns destes serviços sem cadastro, contudo, com o cadastro, o contribuinte poderá ter mais opções, o que será benéfico.

Leia mais:

Como acessar serviços através do aplicativo Meu INSS?

Meu INSS: veja como consultar situação de benefício não recebido

Como se cadastrar no Meu INSS?

Para acompanhar seus benefícios, o cidadão poderá se cadastrar no Meu INSS da seguinte maneira:

  • Primeiramente, deve clicar em “Entrar com gov.br” na tela inicial do site Meu INSS ou do app.
  • O site abrirá outra janela, em que o usuário deve clicar em “Criar conta”.
  • Neste momento, o usuário poderá se cadastrar pelo: Número do CPF; Login com QR code; Seu banco; Seu certificado digital e, por fim, Seu certificado digital em nuvem.

Dessa forma, selecionando a opção de CPF, deverá digitar seus dados pessoais, além de informar o:

  • Primeiro nome da sua mãe
  • Mês de seu nascimento
  • Ano do seu nascimento

Em seguida, a plataforma seguirá confirmando vários dados do trabalhador, como questões trabalhistas ou benefícios. Finalizando o cadastro, o usuário deve criar sua senha, com a qual poderá acessar diversas plataformas do gov.br.

É possível encontrar uma agência do INSS

Para quem prefere usar os serviços presenciais do INSS poderá buscar por uma agência próxima no próprio aplicativo. Além disso, o app também indica horário de atendimento de cada agência, para que o beneficiário se programe melhor.

  • Quem desejar realizar esta busca, então, precisa clicar em “Encontre uma agência”.
  • Em seguida, deverá digitar o CEP em que se encontra.
  • Assim, a plataforma irá informa a agência que se encontra mais próxima desta localidade.

Além disso, se o usuário não souber do CEP em que se encontra poderá fazer uma busca por endereço. Para tanto, basta clicar em “Consultar por endereço”.

Nesse sentido, é importante lembrar que o beneficiário pode buscar por atendimento em qualquer agência. Isto é, mesmo que resida em outro local ou que tenha iniciado seu processo de concessão em outra agência. No entanto, para ser atendido em qualquer agência, é necessário realizar agendamento.

Desse modo, o agendamento pode ser feito no site ou aplicativo Meu INSS. Para quem prefere, ainda, poderá ligar para a Central de Atendimento, no número 135.

Avalie o Texto.
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.