Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

IDRS e o mecanismo de avaliação de eficiência energética 

O Índice de Eficiência Energética utilizado é o Índice de Desempenho de Resfriamento Sazonal (IDRS). Saiba mais detalhes!

Os equipamentos indicados pela Resolução oficial são destinados à operação em corrente alternada de 60 Hz e tensões nominais de 127V, 220V, 380V e 440V, ou faixas de tensão que englobam as tensões nominais mencionadas, nos Sistemas Monofásico e Trifásico.

IDRS e o mecanismo de avaliação de eficiência energética 

Os Condicionadores de Ar com condensadores refrigerados a água não são objeto da Regulamentação, bem como, os Condicionadores de Ar que incluem, além da refrigeração, a capacidade de aquecimento do ambiente.

Índice de Desempenho de Resfriamento Sazonal (IDRS)

O Índice de Eficiência Energética a ser utilizado é o Índice de Desempenho de Resfriamento Sazonal (IDRS), que deverá ser calculado considerando a Norma Técnica ISO 16358-1.

Ficam estabelecidos, de acordo com o disposto na Tabela 1 (disponível na divulgação oficial), os Níveis Mínimos de Eficiência Energética dos Condicionadores de Ar.

As datas limites para fabricação no país ou importação e comercialização dos Condicionadores de Ar objeto deste Programa de Metas que não atendam ao disposto na Tabela 1 do art. 4º estão definidas na Tabela 2 (disponível na divulgação oficial).

O mecanismo de avaliação de eficiência energética 

O mecanismo de avaliação da conformidade dos níveis mínimos de eficiência energética dos Condicionadores de Ar de que trata este Programa de Metas é aquele utilizado para a etiquetagem realizada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia – Inmetro, por meio do Programa Brasileiro de Etiquetagem – PBE.

 Até a data estabelecida no art. 5º para início da Etapa 1 da Resolução, os referidos equipamentos ficam sujeitos aos níveis mínimos de eficiência energética estabelecidos pela Portaria Interministerial MME/MDIC/MCTIC nº 02, de 14 de maio de 2018.

CGIEE e o suporte à implementação do Programa de Metas

O Comitê Gestor de Indicadores e Níveis de Eficiência Energética (CGIEE) será o responsável por promover as deliberações competentes sobre ações governamentais de suporte à implementação deste Programa de Metas, propondo ações complementares no sentido de assegurar o seu cumprimento.

Ações cabíveis ao  Comitê Gestor de Indicadores e Níveis de Eficiência Energética (CGIEE):

Estabelecer programa de metas com indicação da evolução dos níveis a serem alcançados para cada equipamento regulamentado;

Constituir Comitês Técnicos para analisar e opinar sobre matérias específicas sob apreciação do CGIEE;

Acompanhar e avaliar sistematicamente o processo de regulamentação; 

Deliberar sobre as proposições do Grupo Técnico para Eficientização de Energia em Edificações (GT-Edificações); 

propor, às instituições competentes, a criação ou a alteração de normas, programas, projetos e ações que contribuam para a aplicação do disposto na Lei nº 10.295, de 2001; e elaborar e aprovar o seu regimento interno. Confira a Resolução no site da Imprensa Nacional.

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.