Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Guerra Irã-Iraque: um resumo sobre o conflito

Entenda!

Guerra Irã-Iraque: aquilo que você precisa saber

O conflito entre o Irã e o Iraque, conhecido como Guerra Irã-Iraque, aconteceu entre os anos de 1980 e 1988. 

O tema é abordado pelas mais variadas provas do país, especialmente devido à importância do conflito para muitos conflitos da atualidade.

Guerra Irã-Iraque: definição 

A Guerra Irã-Iraque se iniciou no ano de 1980 e terminou oito anos depois, em 1988, com um cessar-fogo.

Guerra Irã-Iraque: antecedentes históricos

O conflito foi motivado por uma série de motivações históricas. 

Dentre elas, podemos citar a rivalidade entre os dois países devido ao controle sobre a área fértil da Mesopotâmia e sobre os rios Tigre e Eufrates. Conflitos ocorrem, na região, entre os dois povos desde a denominada Antiguidade Oriental.

O segundo motivo era mais atual. No ano de 1979, um importante evento assolou o Irã: a denominada Revolução Iraniana, também denominada de Revolução Islâmica.

A revolução instaurou uma teocracia xiita no país, mudando totalmente as relações diplomáticas do Irã com outros países.

O Iraque, por sua vez, era governado por Saddam Hussein, sunita, que havia assumido o poder em 1979. Hussein era conhecido por governar para o seu grupo, ou seja, para os sunitas. Assim, uma série de medidas contra os xiitas foi estabelecida na época. 

Guerra Irã-Iraque: os conflitos

Os primeiros conflitos se iniciam em setembro do ano de 1980, a partir do momento em que Saddam Hussein decide invadir o Irã, com o objetivo de derrubar o novo governo teocrático que havia se instaurado no país um ano antes. 

Os iranianos tentaram se defender. Porém, o Iraque era superior militarmente e, além disso, contava com a ajuda dos Estados Unidos. Vale ressaltar que os EUA passaram a apoiar o Iraque na medida em que, com a Revolução Iraniana, haviam perdido o seu parceiro oficial no Oriente Médio e buscavam outro.

As batalhas eram caracterizadas pela extrema violência e pelo uso de diversos artifícios militares, como tanques, aviões de combate e artilharia. 

Guerra Irã-Iraque: consequências 

A Guerra Irã-Iraque terminou em agosto do ano de 1988, após anos de intenso combate. 

Os dois países decidiram assinar um cessar-fogo. Dessa forma, podemos afirmar que nenhum país saiu vitorioso. 

Porém, apesar disso, Saddam Hussein conseguiu cumprir com um de seus principais objetivos: impedir que a influência da teocracia iraniana se expandisse pelo Oriente Médio. 

Apesar das tentativas, o conflito terminou com nenhuma mudança geográfica, uma vez que nenhuma das duas nações conseguiu anexar territórios.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.