Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Governo de São Paulo prorroga benefício para pais de alunos das Etecs e Fatecs 

Pais de alunos matriculados nas Etecs e Fatecs do estado poderão receber uma bolsa de R$ 500.

O governo do Estado de São Paulo prorrogou o pagamento do programa Bolsa Educação para os pais de alunos matriculados nas Escolas Técnicos Estaduais (Etecs) e das Faculdades de Tecnologia do Estado de São Paulo (Fatecs). 

Desse modo, os pais e mães de alunos escolhidos para trabalhar cerca de 4 horas diárias nas escolas administradas pelo Centro Paula Souza irão receber um benefício assistencial mensal de R$ 500. Assim, ao todo, haverá o auxílio para 2368 responsáveis legais de alunos com matrícula na rede pública estadual de ensino técnico em situação de vulnerabilidade social. 

Sobre a questão, então, o governador do estado, João Dória entende que o programa é muito benéfico. Em uma cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, portanto, ele declarou que “o Bolsa do Povo é um programa inovador e exemplo para o Brasil. Vamos destinar bolsas de R$ 500 mensais para atender quem mais precisa. São famílias vulneráveis que precisam de apoio, ensino e oportunidades”.

No que consiste o benefício?

A medida faz parte da Bolsa do Povo, conjunto de ações sociais do governo estadual com a intenção de ajudar parte da população vulnerável. Inicialmente, então, já foram cerca de R$ 7,1 milhões de investimento para a realização da medida. 

Além disso, o contrato possui a duração de seis meses, podendo se estender até o fim de 2022. O objetivo principal da medida, de acordo com o governo, é evitar e diminuir os altos índices de evasão escolar.

Ademais, busca-se intensificar a participação das famílias nas unidades de ensino. Ao passo, ainda, que se colabora para o correto funcionamento dos protocolos sanitários necessários para o retorno das atividades durante a pandemia e diminui os impactos sociais da crise sanitária instaurada em todo país.

Como participar do programa?

Os bolsistas selecionados irão auxiliar as equipes presentes nas escolas e faculdades na realização e cumprimento de todo protocolo sanitário necessário para o retorno facultativo das atividades presenciais. Dessa forma, cada unidade contará com pelo menos quatro vagas. No entanto, o número de vagas pode variar de acordo com a necessidade, tamanho e quantidade de alunos da instituição. 

Então, para se inscrever no processo seletivo, os cidadãos deverão realizar seu cadastro através do site www.bolsadopovo.sp.gov.br até o prazo máximo de 12 de setembro. Contudo, é importante que os requerentes cumpram com critérios específicos, quais sejam:

  • Ser responsável legal por algum estudante com matrícula na instituição; 
  • Ter idade entre 18 e 59 anos; 
  • Não possuir vínculo empregatício formal nos últimos três meses; 
  • Não possuir alguma comorbidade que se relacione à Covid-19; 
  • Residir no município em que se localiza a faculdade ou escola técnica que pretende atuar.

Ademais, cada candidato poderá efetuar a inscrição em até três unidades de ensino.

Governo de SP anuncia investimento de R$ 145 milhões nas Fatecs e Etecs

Indo adiante, o governador João Dória, anunciou na última quarta-feira, 01 de setembro, o investimento de R$ 145 milhões para um conjunto de melhorias nas Fatecs e Etecs do Centro Paula Souza. Dessa maneira, os recursos estarão disponíveis em breve e os processos de licitação já se encontram abertos. Portanto, espera-se colocar os investimentos em práticas até o final deste ano.

Sobre o assunto, o governador explicou a destinação do programa para investimento em novas ferramentas de trabalho. Nesse sentido, ele declarou que “todos os professores das Etecs e Fatecs receberão R$ 2 mil para a compra do seu próprio notebook. É uma decisão individual, cada professor poderá fazer sua escolha livremente”.

Além disso, também durante a coletiva de imprensa na última quarta-feira, João Dória anunciou que o Projeto de Lei do Programa Dinheiro Direto foi encaminhado para a Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

Investimento na educação técnica se mostra como destaque

Patrícia Ellen, secretária de desenvolvimento do estado, frisou que cerca de um terço dos alunos matriculados no ensino médio de São Paulo irão ter um diploma técnico. Assim, isto faz do estado paulista a maior rede técnica da América Latina.

Além disso, a professora Laura Laganá, superintendente do Centro Paula Souza, comentou sobre a idealização de um projeto de modernização das instalações de ensino. Segundo a mesma, haverá o investimento de cerca de R$ 78 milhões para a modernização de 8.672 salas de aulas.

A professora, ainda, demonstrou que o investimento na tecnologia, por exemplo, é um caminho importante para a educação. Ela indica, portanto, que “vamos investir esse recurso em câmeras, TVs de 65 polegadas, computadores e toda a estrutura necessária para aprimorar ação docente de professores. Também teremos salas de integração criativa, com espaço maker com kits de arduínos, mesa de corte a laser, impressoras 3D, notes entre outras coisas para estimular criatividade e empreendedorismo entre os estudantes”.

Em conjunto, Laura Laganá também comentou que parte dos recursos se destinará a melhorias relacionadas à internet de todas as instalações e que os R$ 28 milhões restantes serão utilizados para a reforma de 300 unidades escolares.

“O programa que vem atenuar impactos da pandemia, vai permitir que pais ou responsáveis possam ajudar a garantir protocolos sanitários para continuidade da educação, além de gerar renda, aproximando também as famílias das escolas”, acrescentou a professora.

O que é o Programa Bolsa do Povo?

O governo paulista indica que o programa busca combater a pandemia da Covid-19, preservar a vida e a obediência à ciência. Além disso, o estado também reconhece o crescimento acelerado da pobreza e da vulnerabilidade. Desse modo, considerando o presente cenário, houve a criação da Lei nº 17.372, de 26 de maio de 2021.

Isto é, o Programa Bolsa do Povo, que se propõe a auxiliar mais de 500 mil pessoas em todo o estado. Para tanto, há uma junção de medidas sociais em áreas distintas.

Assim, os programas oferecidos pelo projeto são coordenados por diversas secretárias, sendo a grande maioria dele destinada à capacitação profissional e ao pagamento de benefícios para a complementação da renda da população  vulnerável.

Nesse sentido, de acordo com o governo estadual, a medida beneficia milhares de pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica. Atualmente, o programa se compõe por 11 benefícios, quais sejam eles:

  • Bolsa Trabalho; 
  • Via Rápida; 
  • Novotec Expresso; 
  • Prospera Família; 
  • Bolsa Talento Esportivo; 
  • Bolsa do Povo Educação; 
  • Ação Jovem; 
  • Renda Cidadã; 
  • Vale Gás; 
  • SP Acolhe; 
  • Aluguel Social;

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.