Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Governo ainda pode inserir mais pessoas no Auxílio Emergencial

O Governo Federal acabou de começar os pagamentos do novo Auxílio Emergencial. E mesmo que o projeto esteja em fase avançada de repasses, muita gente ainda pode entrar no programa. Pelo menos é isso o que garante o Dataprev, que analisa os dados dos usuários.

De acordo com o órgão, eles estão analisando novos dados todos os dias. Isso quer dizer que neste momento, os agentes estão fazendo observações em perfis de usuários que podem receber as quantias. Então o número de beneficiários podem aumentar.

Nas redes sociais, muita gente afirma que está dentro de todos os requisitos para entrar no programa. São usuários que receberam o Auxílio no ano passado e que estão sem nenhum tipo de renda agora. Em tese, eles estão elegíveis para receber o benefício. No entanto, eles não receberam nenhum tipo de confirmação ainda.

Agentes do Dataprev afirmam que a palavra do momento para essas pessoas deve ser paciência. É que eles precisam esperar para saber se podem ou não receber o dinheiro do novo programa. Por isso, é importante que eles atualizem o site da consulta ao Auxílio com certa frequência.

Quem começar a receber o benefício com esse atraso todo, não vai ter nenhum tipo de prejuízo do ponto de vista da quantia. É que de acordo com o próprio Dataprev, todo mundo que tiver a aprovação do programa vai receber as quatro parcelas do projeto, independente da data.

Auxílio para os vulneráveis

De acordo com o Ministério da Cidadania, há um trabalho constante de tentar encontrar novos beneficiários. E isso estaria acontecendo por um motivo simples: está sobrando dinheiro. Ao contrário do que se poderia imaginar, a previsão do Governo agora é gastar menos do que eles podem.

Por isso, eles querem aumentar a quantidade de pessoas no programa. Isso acaba enchendo muita gente de esperança neste momento difícil da pandemia. É que apesar de ser um valor mais baixo do que no ano passado, o fato é que esse dinheiro pode ajudar muito agora.

De acordo com a própria Caixa Econômica Federal, o projeto deste ano está pagando quatro parcelas de valores que variam entre R$ 150 e R$ 375. No caso dos informais, a grande maioria está recebendo mesmo esse valor menor.

Emergencial?

Se por um lado essa notícia acaba enchendo muita gente de esperança, por outro levanta críticas. Nas redes sociais, várias pessoas acabaram reclamando da demora nesses processamentos. Eles alegam que o Auxílio deveria ter caráter emergencial.

O fato é que muita gente está precisando desse dinheiro com urgência. E precisa não apenas para pagar contas, mas para comprar comida. Pesquisas mostram que a grande maioria das pessoas usam o valor do programa para comprar itens básicos de alimentação e higiene pessoal.

Uma ala do Congresso Nacional quer que o Governo prorrogue os pagamentos do Auxílio até, pelo menos, o próximo mês de novembro. O Ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que está estudando todas essas possibilidades. No entanto, não há nenhum posicionamento oficial sobre o caso ainda.

4 Comentários
  1. Glaucia Diz

    Pois é,eu trabalhei ano passado só que esse não desde janeiro não trabalho,tenho todo direito de receber,só pq não recebi o auxílio em novembro e dezembro não vou receber esse ano,isso e um absurdo estou indignada com isso.

  2. Luciene ferreira da Silva Diz

    Fui atualizar o meu bolsa família e, fui bloqueada , cortaram.o auxílio do meu filho

  3. Fabiane imbeloni Pereira Diz

    Pois é ei ate recebi os primeiros auxílios mas depois cortaram não trabalho tenho um filho de 11anos com TDAH e EPILEPSIA e ainda não estou trabalhando recebo 41 reais de bolsa familia e com ele q compro um dos remédios do meu filho e o meu auxílio foi negado pq ta falando q eu ou o meu filho e dependente de declarante de imposto de renda acho q isso foi pq acho q o pai do meu filho colocou nos como dependente dele em 2019 assim aparece no saite mas eu nem tenho contato com o pai dele e nem pensão ele não paga so acho q deveriam vefificar direitinho mas graças a Deus estamos conseguindo levar a vida conforme da.

  4. Cristiele Esteves Alves Diz

    Eu quero saber pq eu não vou receber o auxílio tenho cinco filhos sou desempregada não tenho bolsa família tá dando como o pai do meu filho mora comigo sendo que ele mora na Taquara é eu na Pavuna endereço totalmente de ferente 😭😭😭😭

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.