Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Governador do Rio veta reajuste no auxílio para policiais civis

Governador do Rio de Janeiro, Claudio Castro, decidiu vetar reajuste em auxílios para profissionais da segurança pública

O Governador do estado do Rio de Janeiro, Claudio Castro, decidiu vetar o proposta de aumento nos auxílios para policiais civis do estado. O projeto em questão previa o aumento em alguns benefícios para esses profissionais. A ideia passou por uma aprovação na Assembleia Legislativa do estado do Rio de Janeiro (Alerj) ainda no último dia 26 de agosto.

O projeto em questão estava prevendo alterações em duas frentes. A primeira delas era o auxílio alimentação. Hoje, os policiais civis do Rio estão recebendo R$ 12 por dia para fazer a refeição. O programa em questão previa que isso fosse subir para R$ 60 por dia. Um aumento portanto de mais de 100%.

Outro ponto de mudança é a questão do auxílio transporte. Pela legislação atual, o policial civil do Rio de Janeiro recebe R$ 100 por mês. O projeto que passou por aprovação na Assembleia previa que esse valor fosse subir para R$ 500 por mês. Os deputados estavam confiantes de que Claudio Castro pudesse aprovar essa ideia.

No entanto, isso não aconteceu. O Governador publicou essa decisão no Diário Oficial do Estado (DOE) ainda nesta quarta-feira (22). De acordo com ele, o Judiciário não está permitindo que essas mudanças nos salários dos servidores públicos aconteçam por decisão do legislativo. Além disso, ele também citou a questão financeira neste momento.

É que há uma preocupação com a questão das contas públicas agora. O Governo estadual teme que a situação acabe se complicando novamente por lá. Vale lembrar que o Rio acabou de passar por uma grave crise econômica em que diversos salários ficaram atrasados. No entanto, trabalhadores dizem que mesmo assim eles poderiam dar o aumento.

Supera RJ

Neste momento, essa não é a única crítica que o Governador Claudio Castro está tendo que ouvir. É que além dessa negativa para o reajuste, há também muita reclamação em torno do pagamento do Supera RJ. Esse é o Auxílio Emergencial do Rio de Janeiro.

De acordo com as informações oficiais, o Governo do estado está pagando uma parcela base de R$ 200 para todos os beneficiários por meio de um cartão. Algumas pessoas afirmam que estão com os pagamentos em atraso.

Em alguns casos, esse valor do auxílio estadual pode chegar em R$ 300. É que pelas regras, a família em vulnerabilidade ganha mais R$ 50 por cada filho menor de idade que está morando no mesmo local. Pelo menos é isso o que diz a regra.

Pressão por auxílios

Não é, no entanto, apenas no Rio de Janeiro que a pressão pela criação de auxílios está acontecendo. Em todo o país, milhões de pessoas estão cobrando todos os governos pela criação de novos benefícios para a população de baixa renda.

Uma das maiores pressões neste momento é pela criação de um vale-gás. Em estados como São Paulo e Ceará, por exemplo, já existem programas assim. No entanto, mesmo nestes locais existem críticas em relação a quantidade de pessoas que estão sendo beneficiadas.

Em um nível nacional, existe um projeto de lei que está em tramitação no Congresso Nacional. A ideia é estabelecer um vale-gás para todo o país. No entanto, o fato é que a ideia está travada na mesa dos deputados há algumas semanas.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.