Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

GO: Programa Universitário do Bem oferece 5 mil bolsas de ensino superior

O Programa Universitário do Bem (ProBem), da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), está oferecendo cerca de 5 mil bolsas de estudo para graduação.

Os interessados podem fazer a candidatura até o dia 16 de julho, lembrando que as vagas são destinadas a quem se enquadra em situação de vulnerabilidade social.

Entre as regras para participar da seleção está a necessidade do Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal (CadÚnico).

Além disso, os interessados devem ter vínculo com a Instituição de Ensino Superior (IES).

São quatro mil bolsas que custeiam 50% do valor da mensalidade do curso escolhido e outras 1 mil bolsas que custeiam 100% do valor total.

Em números, são R$ 650 para quem receber a bolsa parcial e até R$ 1,5 mil para os contemplados com a bolsa integral, dependendo do valor do curso.

Importante ressaltar que, para os cursos de medicina e odontologia, a bolsa parcial é de maior valor: R$ 2,9 mil e R$ 5,8 mil para a bolsa integral.

De acordo com a organização, no programa Bolsa Universitária, o estudante tinha que cursar no mínimo seis meses de curso superior. Agora, no Probem ele pode receber o benefício desde o primeiro semestre.

As bolsas valerão a partir do segundo semestre de 2021. De acordo com o programa, a divulgação do resultado acontece no início de agosto.

Leia mais – UEPA abre período de inscrição do Processo Seletivo 2021 para cursos a distância

Requisitos para participar do programa

Aluno deve estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal até o dia 25 de maio – as inscrições são feitas nos Centro de Referência de Assistência Social (Cras) ou no Núcleo de Assistência Social (Nas);

  • Ser morador de Goiás;
  • Estar matriculado em curso do ensino presencial de universidades conveniadas com o programa;
  • Não ter diploma de graduação;
  • Ser socioeconomicamente vulnerável;
  • Não ter sido desligado do quadro de bolsistas da OVG nos últimos cinco anos.

Acesse o site oficial do Programa do Bem para fazer sua inscrição clicando aqui.

O que achou da oportunidade? Compartilhe a quem possa se interessar?

Leia também – Educação: ONGs apontam fracasso do governo durante a pandemia

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.