Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Gás de cozinha sobe novamente; veja quanto você irá pagar

Mais uma vez o gás de cozinha aumentou neste ano. Desta vez, a alta foi de 1,5% chegando a atingir o valor médio de R$ 130 na região Centro-Oeste – preço mais caro registrado no país. As informações são do Estadão Conteúdo.

Já o preço médio entre 12 a 18 de setembro ficou em R$ 98,33. O peço mais barato foi encontrado na região noroeste e atingiu R$ 75,00.

Por que o aumento do gás de cozinha aconteceu?

Desta vez o aumento não se deve a correções dos valores feitos pela Petrobras, o último reajuste deste tipo no preço do gás de cozinha aconteceu em julho.

Mesmo assim nas últimas 4 semanas o preço do gás de cozinha já aumentou 5%, de acordo com Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Isso se deve pelo dissídio salarial da categoria em setembro que foi fechado em 7%. Desta forma, os valores a mais nos salários dos trabalhadores foram repassados para os consumidores finais.

Estimativas feitas no início deste ano apostavam que o gás de cozinha pode chegar em R$ 200 – leia aqui o artigo sobre isso. 

Você pode ainda conferir os valores coletados pela ANP de acordo com a sua cidade, confira no site oficial. 

O GLP acumulou alta de 21,9% ou R$ 6,08 por botijão em 2020. Isso contando apenas com o preço repassado as distribuidoras pela Petrobras. Ou seja, a alta para o consumidor final pode ter sido ainda maior.

Gasolina e óleo diesel também ficaram mais caros

Na semana passada a gasolina também aumentou 0,2%, sendo que o preço médio do litro de gasolina atingiu R$ 6,076. O valor pode pesar no bolso dos brasileiros, principalmente aqueles que trabalham com os aplicativos de corrida.

Desta forma, confira se a Uber e 99 vão aumentar valor da corrida ou não.  Ao menos a mudança de política para os motoristas foi confirmada.

O diesel teve alta de 0,2% esta semana e 2,2% nas últimas quatro semanas. Com isso o preço médio ficou registrado em R$ 4,709 por litro. Na região Norte, com os maiores preços, o preço do litro pode atingir R$ 6,48.

 

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.