Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Esporte na melhor idade: Veja as indicações dos especialistas

photo-1567740034541-1ff8b618a370
Banco de imagens: Unsplash

 

Ser ativo fisicamente, independente da idade, sempre será a melhor condição para prevenir doenças, além de garantir mais saúde e qualidade de vida.

Na melhor idade, acima dos 60 anos, a prática não só é essencial, como também pode ajudar a intensificar estímulos já reduzidos, como a coordenação motora, equilíbrio, inclusive, a interação social, que acaba sendo limitada nesta faixa-etária.

Visto que muitos idosos possuem mobilidade reduzida, assim como condições de saúde delicadas, vale destacar, a importância de realizar uma avaliação médica, antes de iniciar qualquer tipo de esporte.

Já em relação às opções, estas são inúmeras e podem ser adequadas de acordo com a realidade, necessidade e preferência do atleta.

Entre as mais praticadas, especialistas da área de Educação Física, indicam as que podem reduzir os riscos de problemas cardiovasculares, como as aeróbicas, por exemplo.

 

Caminhada ou corrida

De acordo com o estado do praticante e principalmente, a avaliação de saúde, que deve ser feita por um médico cardiovascular, as atividade de caminhada ou corrida podem ser priorizadas no dia a dia da pessoa com mais de 60 anos.

O ideal é dedicar pelo menos 30 minutos, mas o tempo e intensidade devem ser definidos, seguindo as condições do idoso.

Os benefícios da caminhada na melhor idade são muitos, entre eles, vale a pena destacar:

  • Melhora da circulação sanguínea: Durante a caminhada, o fluxo de sangue aumenta, levando os vasos sanguíneos a se expandirem, diminuindo a pressão arterial e garantindo o bombeamento de sangue para todo o corpo.
  • Melhora o sistema respiratório: A caminhada ajuda a dilatar os brônquios, prevenindo inflamações nas vias aéreas, pelo fato que intensifica as trocas gasosas no pulmão.
  • Melhora o emocional: Outro grande benefício da caminhada é em relação ao estado emocional, já que durante a atividade, o corpo libera uma quantidade maior de endorfina, hormônio responsável pela sensação de alegria e relaxamento.

 

Dança

Para muitos um hobbie e para outros um esporte potencialmente benéfico ao sistema cardiovascular.

A dança, não só promove a movimentação do corpo, como também estimula a interação social, tão importante na vida dos idosos, que muitas vezes sofrem por solidão e depressão.

Visto a diversidade das modalidades, é possível encontrar uma categoria que se adequa, as limitações do idoso.

Independente do tipo de dança, vale destacar que os benefícios continuam sendo os mesmo.

  • Estímulo para o cérebro e memória: os diferentes movimentos executados durante a dança impactam positivamente o hipocampo, área do cérebro que armazena a memória. Além disso, esse estímulo contribui para aprimorar o equilíbrio.
  • Tonificação dos músculos: Os movimentos repetitivos ou estratégicos permitem, que todos os músculos do corpo sejam estimulados. Além disso, incentiva uma melhor postura evitando dores típicas da terceira idade.
  • Favorece a perda de calorias: Dependendo da frequência e modalidade da dança, é possível perder de 300 a 1000 calorias em apenas uma aula. O controle do colesterol e do peso do corpo é extremamente importante, não só para a saúde, como para a autoestima dos idosos.

Outros esportes também podem fazer toda a diferença na saúde e bem estar da melhor idade, tais como a natação, pedal, inclusive, alongamentos como a Yoga.

A Organização Mundial de Saúde já alertou para importância da prática de pelo menos 300 minutos semanais de esportes por dia, portanto, o ideal é começar, seja qual a for a sua idade.

 

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.