Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Redação do Enem: 10 coisas que você não deve fazer

Ser aluno nota 1000 na redação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) é missão quase impossível para muitos alunos, é difícil ganhar ponto, mas perder é muito mais fácil.

Por esse motivos, trouxemos 10 dicas de coisas que você, definitivamente, deve evitar de fazer na redação do Enem. Evite perder os seus preciosos pontos!

Dez dicas do que NÃO fazer na uma redação do Enem:

1. Nunca desrespeite os Direitos humanos

O desrespeito aos Direitos Humanos pode ainda fazer você zerar uma competência inteirinha.

Desse modo, nunca utilize violência ou desrespeito como argumentos positivos em seu texto, além disso, evite fazer apologia ao desrespeito à diversidade ou a algo que fica o direito à liberdade.

Para se informar melhor, recorra ao texto da Declaração dos Direitos Humanos.

2. Não fuja do tema

Fugir do tema proposto para a redação é cilada certeira! O seu texto pode não fazer o mínimo sentido ao correto. E você onça quer isso, certo?

Estar bem informado sobre os assuntos da atualidade aumenta suas chances de dominar os possíveis temas da redação. Nesse sentido, é necessário ler e ficar atento a todas as notícias do ano e a todas as movimentações sociais.

3. Não esqueça de argumentar

Antes de mais nada, saiba argumentar e não esqueça de utilizar ao menos dois argumentos.

A marca de autoria é um aspecto muito importante da redação do Enem, logo, não seja impessoal ao ponto de o corretor não identificar o seu ponto de vista. Não vai começar a redação dizendo ‘”na minha opinião…”, ok?

Você só precisa marcar adequadamente a sua postura sobre aquele tema através da argumentação.

4. Não escreva com letra ilegível

Se nem você entende sua letra, como é que o corretor vai ler o seu texto? Primeiramente é importante saber que esse não é um requisito dos mais graves, mas lembre-se que uma escrita ruim pode interferir na estrutura do seu texto.

Acesse Agora as Principais Notícias no Brasil e fique atualizado

Logo, se a letra do participante for muito grande, por exemplo, ele perde espaço de escrita, para argumentar e concluir o raciocínio lógico adequadamente.

5. Não deixe de fazer um rascunho

Nesse sentido, fazer um rascunho pode salvar sua redação. Assim, preze por sempre fazer um rascunho quando for escrever um texto, evita que você incorra em erros na folha definitiva.

6. Não copie em nenhuma hipótese os textos norteadores

Este é definitivamente um princípio básico, pois plágio é crime. Além disso, copiar integralmente trechos dos textos de apoio demonstra falta de capacidade para parafrasear. Bem como, denuncia falta de preparo do estudante para discorrer sobre o tema.

7. Não invente dados falsos

Ao argumentar, não invente acontecimentos, dados ou informações falsas de jeito nenhum! O participante deve ter conhecimento de dados históricos, políticos e/ou sociais verídicos para usar na redação.

Novamente: esteja bem informado! Veja filmes, leia notícias, prepare bem o seu repertório.

Você só precisa citar um dado, informação ou acontecimento, se esforce para lembrar, é melhor do que mentir.

 8. Não caia nos vícios da linguagem

Não esqueça que a modalidade escrita da linguagem é diferente da fala oral, logo, devem ser evitados vícios de linguagem, gírias e marcas da oralidade, como, por exemplo, o excesso de repetição da conjunção e e e e, entendeu?

8. Não esqueça de dar margem ao seu texto

Muitos alunos, por falta de atenção ou vontade de ter mais espaço para aquele palavrinha que pode ficar sobrando, esquece da margem.

Fazer a marcação da margem na primeira linha de cada palavra adequadamente (3cm) é indispensável para que seu texto não se torne um monobloco! Monoblocos são punidos e você pode perder preciosos pontinhos.

9. Não invente moda, a estrutura é dissertativa argumentativa!

Nada de poesia. A estrutura do texto deve seguir o formato dissertativo argumentativo e deve ser em prosa. Não tente mudar isso, as regras devem ser seguidas quando estamos sendo avaliados.

Por fim, lembre-se que devemos nos ater aos aspectos formais cobrados nas competências do Enem, portanto, confira o material disponível aqui no blog sobre a primeira, segunda, terceira, quarta e quinta competências.

Quer mais dicas? Então comenta aqui.

Leia Também:

brasil 123  

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?