Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (1 vote)

Economia: dados oficiais sobre a arrecadação federal no primeiro semestre de 2022

A arrecadação federal de junho de 2022 atingiu R$ 181 bilhões, de acordo com o Ministério da Economia (ME). Confira dados oficiais!

A arrecadação federal de junho de 2022 atingiu R$ 181 bilhões, de acordo com o Ministério da Economia (ME).

Economia: dados oficiais sobre a arrecadação federal no primeiro semestre de 2022

Conforme divulgação oficial realizada na data desta publicação, 21 de julho de 2022, no primeiro semestre do ano, o resultado acumulado atingiu R$ 1,089 trilhão, ressalta o Ministério da Economia (ME).

Valor oficial com o ajuste IPCA

A arrecadação total das receitas federais atingiu, em junho de 2022, R$ 181,040 bilhões, um acréscimo real, pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) – ou seja, já descontada a inflação – de 17,96% em relação ao mesmo mês de 2021, explica o Ministério da Economia (ME), através de recente divulgação oficial. No acumulado de janeiro a junho deste ano, a arrecadação total alcançou R$ 1,089 trilhão, aumento real de 11% (IPCA) sobre o primeiro semestre do ano passado.

Dados oficiais da Análise da Arrecadação das Receitas Federais

O Ministério da Economia (ME) informa que as informações fazem parte da Análise da Arrecadação das Receitas Federais de junho de 2022, divulgada pela Receita Federal em entrevista coletiva realizada nesta quinta-feira (21/7).

Receitas Administradas

De acordo com o Ministério da Economia (ME), o valor arrecadado somente com as receitas administradas pela Receita Federal, em junho de 2022, foi de R$ 174,302 bilhões, um acréscimo real de 17,12% sobre junho do ano passado.

No primeiro semestre deste ano, a arrecadação das receitas administradas pela Receita Federal alcançou R$ 1,024 trilhão, o que significa aumento real de 9% sobre igual período de 2021, ressalta o Ministério da Economia (ME). 

Elevação dos recolhimentos de IRPJ e CSLL

O acréscimo nas receitas administradas é explicado, principalmente, pelo aumento dos recolhimentos do Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), explica a Receita Federal.

Outras fontes de arrecadação

De acordo com o Ministério da Economia (ME), em junho de 2022, o Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ) e a Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL) arrecadaram R$ 34,269 bilhões, com crescimento real de 37,47%. 

IRRF

O Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (IRRF) – Rendimentos de Capital teve arrecadação de R$ 15,207 bilhões, apresentando acréscimo real de 97,42% na comparação com o mesmo mês do ano passado.

Segundo destaca o Ministério da Economia (ME), a Receita Previdenciária arrecadou R$ 44,516 bilhões, registrando acréscimo real de 10,8% em relação a junho de 2021. Acompanhe as fontes oficiais do Governo Federal e se mantenha informado sobre a economia, sobre os diversos fatores que impactam a inflação e, por conseguinte, a rotina do cidadão através de suas possibilidades de compra e consumo.

5/5 - (1 vote)

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.