Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (1 vote)

Diversos fatores impactam o cenário econômico

Diversos fatores impactam o cenário econômico, conforme análises oficiais do Copom. Saiba mais detalhes oficiais!

De acordo com divulgação realizada na data desta publicação, 21 de junho de 2022, a estratégia de convergência econômica atual exige uma taxa de juros mais contracionista do que o utilizado no cenário de referência por todo o horizonte relevante, destaca o Comitê de Política Monetária (Copom).

Diversos fatores impactam o cenário econômico

O Comitê de Política Monetária (Copom) então debateu as opções de política monetária para esta reunião. Assim sendo, concluiu-se apropriado um novo ajuste de 0,50 ponto percentual, considerando um ambiente de elevada incerteza e o estágio significativamente contracionista da política monetária, sendo fatores que devem impactar a economia mais fortemente a partir do segundo semestre deste ano.

A perspectiva da manutenção da Selic

Conforme informações oficiais, o Comitê de Política Monetária (Copom) debateu a sinalização para a próxima reunião. Dada a persistência dos choques recentes, foi avaliado que somente a perspectiva de manutenção da taxa básica de juros por um período suficientemente longo não assegura, neste momento, a convergência da inflação para o redor da meta no horizonte relevante, destaca o Banco Central do Brasil (BCB).

A possibilidade de um novo ajuste

Assim sendo, o Comitê de Política Monetária (Copom) optou então por sinalizar um novo ajuste de igual ou menor magnitude. Essa estratégia foi considerada a mais adequada para garantir a convergência da inflação ao longo do horizonte relevante, assim como a ancoragem das expectativas de prazos mais longos.

Ao mesmo tempo que reflete o aperto monetário já empreendido, reforça a postura de cautela da política monetária e ressalta a incerteza do cenário, destaca a divulgação oficial do Comitê de Política Monetária (Copom).

Decisão de política monetária

De acordo com a divulgação oficial do Banco Central do Brasil (BCB), considerando os cenários avaliados, o balanço de riscos e o amplo conjunto de informações disponíveis, o Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu, por unanimidade, elevar a taxa básica de juros em 0,50 ponto percentual, para 13,25% ao ano.

A decisão reflete vários fatores 

Segundo o Banco Central do Brasil (BCB), o Comitê de Política Monetária (Copom) entende que essa decisão reflete a incerteza ao redor de seus cenários e é compatível com a estratégia de convergência da inflação para o redor da meta ao longo do horizonte relevante, que inclui o ano-calendário de 2023. 

Conforme destaca o Banco Central do Brasil (BCB), sem prejuízo de seu objetivo fundamental de assegurar a estabilidade de preços, essa decisão também implica no nível de atividade econômica, objetivando minimizar as flutuações atuais. 

5/5 - (1 vote)

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.