Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Dinheiro do Bolsa Família deve sobrar em 2021, prevê Governo

De acordo com informações do Ministério da Cidadania, dinheiro do fundo para o Bolsa Família deverá sobrar este ano

Enquanto muita gente afirma que está precisando de ajuda do Governo, o Planalto faz as contas e descobre que vai sobrar dinheiro dos fundos para o Bolsa Família. Isso vai acontecer por uma série de razões, mas a principal delas é justamente o Auxílio Emergencial. Parece estranho, mas é isso mesmo.

De acordo com o Ministério da Cidadania, o país possui neste momento cerca de 14 milhões de beneficiários do Bolsa Família. São pessoas que recebem mensalmente um valor médio de R$ 190 do Governo Federal. Ao todo, isso causaria um gasto de algo em torno de R$ 35 bilhões em condições naturais.

A questão é que 2021 está bem longe de ser um ano natural. Acontece que o Governo está pagando também o Auxílio Emergencial. Pela regra, as pessoas que recebem menos no Bolsa Família podem migrar para o programa de ajuda aos informais nesta pandemia. E isso acaba causando uma folga nos cofres.

Hoje, o Governo Federal só está pagando o Bolsa Família para cerca de 4 milhões de pessoas. Isso quer dizer portanto que por volta de 10 milhões migraram temporariamente para o programa emergencial. E vale lembrar que isso está durando há cerca de três meses. Esse é portanto o período dessa nova fase dos projetos.

Recentemente, o Governo Federal decidiu prorrogar o Auxílio Emergencial por mais três meses. Assim, o projeto que chegaria ao fim em julho, vai passar a fazer pagamentos até o próximo mês de outubro. Com isso, é de se imaginar que o Palácio do Planalto vai acabar tendo uma economia ainda maior, pois vai passar mais tempo pagando o Bolsa Família para menos gente.

Olho no orçamento

De acordo com informações de bastidores, o Presidente Jair Bolsonaro está de olho na produção do novo Bolsa Família. Esse programa vai ter a estreia marcada para o próximo mês de novembro com valores médios maiores do que o atual.

O problema é mesmo achar espaço no orçamento para isso. É que de acordo com o Ministério da Economia, qualquer deslize pode fazer com que o Governo cometa um crime de responsabilidade por tentar furar o teto de gastos.

O Presidente Jair Bolsonaro quer subir a média de repasses do programa de R$ 190 para R$ 300. Membros do Ministério da Economia discordam. Eles até querem um aumento, mas para a casa dos R$ 250 e não dos R$ 300.

Espaço para entrada

Nas redes sociais, muita gente está criticando o Governo por causa dessas sobras nos programas. Eles afirmam que o Planalto poderia aproveitar esse espaço para inserir mais gente nos seus projetos em questão.

Há quem diga, por exemplo, que o Governo poderia colocar mais gente no Bolsa Família pelo menos enquanto 10 milhões de beneficiários estão recebendo o dinheiro do Auxílio Emergencial. Assim, a quantia do programa não ficaria sobrando.

Vale lembrar que o Governo também está prevendo que o dinheiro dos pagamentos do Auxílio Emergencial também irão sobrar. Antes se esperava que eles fossem gastar algo em torno de R$ 44 bilhões. Agora, sabe-se que eles fecharão com R$ 7 bilhões a menos do que isso.

1 comentário
  1. Alberto Lima Diz

    Caso o dinheiro do bolsa família sobrar não há novidade porque o governo não está repassando para os beneficiários sob alegativas vazias de qualidade dos usuários que sequer tem o direito de CONSTESTAR, pois o Ministério da Cidadania apenas faz uma reavaliação, isso é caso faça e assim mesmo em nada altero, uma vez que reafirma o entendimento anteriormente aplicado, negando assim terminantemente o direito ao beneficiário. Kecia Miria Feitosa de Araújo,, CPF…138.013…

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.