Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Desmatamento da Floresta Amazônica: Principais impactos 

O desmatamento na Floresta Amazônica está causando problemas em várias escalas. Diversas questões locais e globais acabam sendo severamente afetadas. 

Se você está se preparando para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), vestibulares e concursos, vale a pena ficar ligado no assunto, acompanhe. 

Principais impactos do desmatamento da Amazônia

Ciclo da água

O desmatamento na floresta tropical interrompe vários ciclos naturais. O primeiro é o ciclo da água. 

Uma vez que as árvores são derrubadas, a evapotranspiração acaba sendo bruscamente reduzida, assim como o retorno da umidade para a atmosfera. 

Isso afeta as chuvas da região, impondo condições mais secas, além de deixar o clima mais quente, afetando diretamente atividades como a agricultura e pecuária, para a qual a floresta é desmatada.

Ciclo de Nutrientes

O segundo é o ciclo natural afetado pelo desmatamento é o ciclo dos nutrientes. Cerca de 80% dos nutrientes das florestas tropicais vêm de árvores e plantas. Sendo assim, restam 20% dos nutrientes no solo. 

Os nutrientes das folhas que caem são instantaneamente reciclados retornando para plantas e árvores. Quando uma área de floresta tropical é cortada, as condições mudam bruscamente. 

O sol deixa o solo seco e quando chove encharca o solo. A floresta nunca se recupera totalmente. Quando a terra é limpa para pastagem e plantações, ela rapidamente se torna infértil, levando a mais desmatamento.

Erosão do solo

Quando a vegetação é removida, o solo fica exposto à forte chuva equatorial e sofre erosão rapidamente. A remoção da camada superficial do solo significa que pouca vegetação crescerá. Além disso, a erosão do solo leva a inundações à medida que o solo se deposita no leito dos rios.

Poluição da água

Atividades como a mineração de ouro levam à poluição dos rios. O Mercúrio costumava ser utilizado para separar o ouro do solo e acabava envenenando os peixes, assim como as pessoas que moravam em cidades próximas.

População indígena

Estimativas apontam que 80% dos indígenas da Amazônia morreram desde a chegada dos europeus no século XVI. A maioria foi morta por doenças ocidentais, como a malária. 

Os remanescentes foram expulsos e perderam seus territórios para construção de estradas, fazendas, minas e reservatórios.

Conflitos

Os conflitos ocorrem entre madeireiros, grandes corporações, governos e povos indígenas. 

Cada um deles têm opiniões conflitantes sobre como a floresta tropical deve ser usada.

Alterações Climáticas

Os dosséis da floresta absorvem uma grande quantidade de dióxido de carbono, que é um gás da atmosfera. Quando as florestas tropicais são queimadas e eliminadas, o dióxido de carbono acaba sendo liberado massivamente. 

Além disso, quando as árvores são cortadas, elas não podem mais absorver dióxido de carbono. Isso significa que mais dióxido de carbono está na atmosfera. 

O dióxido de carbono permite que o calor atravesse a atmosfera (raios de sol). No entanto, não permitirá que a energia refletida escape da atmosfera. Isso é chamado de efeito estufa intensificado e causa mudanças climáticas.

Perda de biodiversidade

O desmatamento na floresta tropical significa que espécies individuais estarão ameaçadas de extinção e a biodiversidade será reduzida.

As previsões sugerem que 137 espécies de plantas, animais e insetos são perdidas todos os dias devido ao desmatamento da floresta tropical. 

Estima-se que de 30 a 45 por cento das espécies da Amazônia podem ser perdidas até 2030.

E então, gostou da matéria? Não deixe de ler também – Filmes que abordam o Bioma Amazônia

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.