Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Críticos afirmam que Governo deveria usar todo dinheiro do Auxílio Emergencial

Diversos críticos do Governo afirmam que eles não deveriam deixar o dinheiro do Auxílio sobrar e sim usar a quantia para fazer novos pagamentos

Críticos do Governo Federal estão afirmando que o Palácio do Planalto não pode deixar o dinheiro do Auxílio Emergencial sobrar. De acordo com essas pessoas, o Planalto precisa usar todo o montante para fazer os pagamentos para os brasileiros que estão precisando da quantia neste exato momento.

Essas críticas ganharam um peso importante ainda nesta quinta-feira (1). É que a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) realizou um debate sobre a avaliação da atuação do Governo Federal na pandemia do Brasil. E um dos integrantes da reunião resolveu criticar justamente essas supostas sobras nos pagamentos.

Quem fez a crítica foi o Coordenador de justiça social e econômica da Oxfam Brasil, Jeferson Nascimento. De acordo com ele, o Governo deixou de utilizar cerca de R$ 28,9 bilhões em pagamentos do Auxílio Emergencial no ano passado. Era dinheiro que o Planalto tinha em caixa e que servia justamente para os repasses.

“Durante três meses de 2021 (janeiro, fevereiro e março) não houve auxílio algum, agora o benefício está prestes a expirar, e não temos nenhuma informação”, disse Jeferson provavelmente criticando a ausência de informações oficiais sobre uma possível prorrogação do Auxílio Emergencial neste momento.

Na última semana, o Ministro da Economia, Paulo Guedes, disse em entrevista que o programa vai passar por uma prorrogação de mais dois ou três meses. Aliás, ele deixou claro que o próprio Presidente Jair Bolsonaro iria dar essa informação de maneira oficial até, no máximo, esta sexta (2).

O fato é que esse prazo está chegando ao fim, e o Presidente não falou oficialmente sobre o assunto ainda. Nesta quinta-feira (1), em sua tradicional live de quinta-feira nas redes sociais, ele voltou a dizer que o programa vai ganhar mais dois ou três meses de duração. No entanto, ele evitou cravar uma decisão sobre isso.

Sobras no Auxílio

As sobras dos pagamentos do Auxílio Emergencial são sempre um assunto polêmico. De acordo com a PEC Emergencial, que passou por uma aprovação no Congresso Nacional, o Governo dispõe de R$ 44 bilhões para fazer esses repasses.

De acordo com o Ministério da Economia, vai sobrar dinheiro dessa conta. Não será uma sobra do tamanho daquela que tivemos em 2020, mas será algo em torno de R$ 6 bilhões. Essa quantia não deve cair na conta de ninguém neste momento.

Segundo informações de bastidores, o Governo quer usar esse dinheiro de alguma forma. Pode ser, por exemplo, que ele acabe migrando para os pagamentos da prorrogação do benefício. Como dito, no entanto, ainda não há uma confirmação oficial para isso.

Pessoas sem dinheiro

Enquanto o dinheiro vai sobrando, milhões de pessoas afirmam que não estão recebendo nenhum tipo de benefício neste momento. Esses brasileiros alegam que se encaixam em todas as exigências para o recebimento do programa.

Nas redes sociais, essas pessoas alegam que não estão recebendo nem o dinheiro do Auxílio Emergencial e nem o do Bolsa Família. Há quem diga que o Governo poderia usar justamente essa quantia que está sobrando para pagar uma ajuda para esses cidadãos.

Oficialmente, o Governo Federal ainda não fala sobre o assunto. O que se sabe de fato é que o Auxílio Emergencial vai seguir fazendo pagamentos até, pelo menos, o próximo mês de julho para as cerca de 39 milhões de pessoas que recebem atualmente.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.