Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (1 vote)

Copom: novos prolongamentos das políticas fiscais pioram a trajetória fiscal nacional

O Copom analisa que novos prolongamentos das políticas fiscais pioram a trajetória fiscal nacional. Confira outros apontamentos oficiais!

De acordo com divulgação realizada pelo Banco Central do Brasil, os riscos seguem elevados em torno do cenário básico para a inflação. O cenário básico do Comitê de Política Monetária (Copom) para a inflação envolve fatores de risco em ambas as direções. Conforme divulgação oficial do Banco Central do Brasil (BCB) realizada em 14 de dezembro de 2021, vários fatores impactam o cenário econômico nacional de forma desfavorável.

Copom: novos prolongamentos das políticas fiscais pioram a trajetória fiscal nacional

Por um lado, uma possível reversão, ainda que parcial, do aumento nos preços das commodities internacionais em moeda local produziria trajetória de inflação abaixo do cenário básico. Por outro lado, novos prolongamentos das políticas fiscais de resposta à pandemia que pressionem a demanda agregada e piorem a trajetória fiscal podem elevar os prêmios de risco do país, informa o Banco Central do Brasil (BCB) em sua plataforma oficial. 

Apesar do desempenho mais positivo das contas públicas, o Comitê de Política Monetária (Copom) avalia que questionamentos em relação ao arcabouço fiscal elevam o risco de desancoragem das expectativas de inflação, mantendo a assimetria altista no balanço de riscos. Isso implica maior probabilidade de trajetórias para inflação acima do projetado de acordo com o cenário básico.

Discussão sobre a condução da política monetária

Questionamentos em relação ao futuro do arcabouço fiscal atual resultam em elevação dos prêmios de risco e elevaram o risco de desancoragem das expectativas de inflação, informa o Comitê de Política Monetária (Copom).

Isso implica atribuir maior probabilidade para cenários alternativos que considerem taxas neutras de juros mais elevadas. O Comitê de Política Monetária (Copom) reitera que o processo de reformas e ajustes necessários na economia brasileira é essencial para o crescimento sustentável da economia. 

Esmorecimento no esforço de reformas estruturais e alterações de caráter permanente no processo de ajuste das contas públicas podem elevar a taxa de juros estrutural da economia, conforme divulgação oficial do Banco Central do Brasil (BCB).

As projeções de inflação estão acima da meta para 2022 

Assim sendo, o Comitê de Política Monetária (Copom) passou à discussão da implementação da política monetária, considerando não somente o cenário básico como também o balanço de riscos para a inflação. 

De acordo com o cenário básico, que utiliza a trajetória para a taxa de juros extraída da pesquisa Focus e o câmbio seguindo a paridade do poder de compra, as projeções de inflação estão acima da meta para 2022 e ao redor da meta para 2023, informa a divulgação oficial do Banco Central do Brasil (BCB).

5/5 - (1 vote)

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.