Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (1 vote)

Conta de luz: Aneel estabelece reajustes nas bandeiras tarifárias

Na última terça-feira (21), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou o reajuste nos valores das bandeiras tarifárias de energia elétrica. Os novos valores na conta de luz deverão entrar em vigor a partir do dia 1º de julho e permanecerão em vigor até o ano de 2023. 

A maior alta definida pela Aneel foi na bandeira vermelha patamar 1 (63,7%). Já a bandeira amarela deve subir 59,5% e a bandeira vermelha patamar 2 deve subir 3,2%. A agência informou que a bandeira verde deve permanecer sem cobrança. 

Confira os reajustes das bandeiras tarifárias

O sistema de bandeiras tarifárias foi implantado no ano de 2015 e desde então serve para sinalizar aos consumidores os custos reais de geração de energia elétrica em determinado período. Desse modo, as cores das bandeiras indicam que a conta de luz custará mais ou menos.

Na bandeira verde não há cobrança adicional na conta de luz dos consumidores. Apesar disso, nas outras bandeiras é cobrado determinado valor a cada 100 kWh consumidos. Veja o reajuste nas bandeiras tarifárias determinado pela Aneel no início desta semana:

Bandeira tarifária: Valor anterior: Novo valor:
Bandeira verde sem cobrança adicional sem cobrança adicional
Bandeira amarela R$ 1,874  R$ 2,989 
Bandeira vermelha patamar 1 R$ 3,971 R$ 6,500
Bandeira vermelha patamar 2 R$ 9,492 R$ 9,795 

 

Vale informar que os valores aprovados pela Agência Nacional de Energia Elétrica ficaram acima do colocado em consulta pública. De acordo com a Aneel, a alteração foi necessária tendo em vista a inclusão de alguns parâmetros no cálculo de valores. A revisão dos valores das bandeiras tarifárias é realizada anualmente pela agência.

Bandeira verde se mantém em vigor 

A bandeira verde (em que não há cobrança adicional na conta de luz) está em vigor desde o dia 16 de abril de 2022. A expectativa é que a conta de energia se mantenha com essa bandeira tarifária até o final do ano, já que os reservatórios das hidrelétricas vêm se recuperando.

Saiba mais sobre a alteração no valor da conta de luz

De acordo com o governo federal, todos os consumidores de distribuidoras de energia do Sistema Interligado Nacional – SIN (regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste, Nordeste e parte do Norte) pagam o mesmo valor nas bandeiras tarifárias. No entanto, vale lembrar que o valor é proporcional ao consumo. 

“A cada mês, as condições de operação do sistema de geração de energia elétrica são reavaliadas pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico – ONS, que define a melhor estratégia de geração de energia para atendimento da demanda. A partir dessa avaliação, define-se a previsão de geração hidráulica e térmica, além do preço de liquidação da energia no mercado de curto prazo”, explica a Aneel.

Para conseguir ter um maior controle no valor da conta de luz, é recomendado que os consumidores fiquem atentos à bandeira vigente naquele mês. Vale informar que no final de cada mês a Aneel disponibiliza em seu site o valor da bandeira tarifária do mês seguinte.

5/5 - (1 vote)

Veja o que é sucesso na Internet:

2 Comentários
  1. Ronaldo Correia Neissius Diz

    A ANEEL sempre jogando contra o povo e a favor das concessionárias de energia…esse país tinha que acabar e começar do zero com gente decente.

  2. Maria Josélia Izaias Diz

    A loucura tomou conta mesmo ! Como pode tantos aumentos de energia ! Temos que aguentar tudo isso!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.