Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

5/5 - (1 vote)

Consignado do Auxílio Brasil: analistas apontam dicas para quem quer solicitar

De acordo com a maioria dos especialistas, usuário do Auxílio Brasil precisa pensar bem antes de solicitar o consignado do Auxílio Brasil

Dentro de mais alguns dias, o Governo Federal deverá liberar o empréstimo consignado para os usuários do Auxílio Brasil. A Medida Provisória (MP) do texto já foi assinada e o Congresso Nacional já transformou a minuta em lei. Assim, faltam apenas alguns detalhes para que os beneficiários possam fazer as suas solicitações.

Porém, é importante lembrar que ninguém será obrigado a pedir o consignado do Auxílio Brasil. De acordo com informações do Ministério da Cidadania, quase 20 milhões de usuários estarão aptos ao procedimento, mas é natural que uma parte deles decida não pedir.

Como não há obrigação de solicitar o consignado, a principal dica de especialistas para os usuários do programa é ter calma. A cautela pode ajudar o cidadão a pensar melhor nas suas possibilidades antes de decidir se vai querer tirar o empréstimo, ou se prefere manter as coisas do jeito que elas estão atualmente.

Vale lembrar que, ao pedir o consignado, o cidadão recebe uma espécie de adiantamento. Dessa forma, ele pega o dinheiro e paga de volta para o Governo na forma de descontos mensais nos pagamentos do Auxílio Brasil. Como a margem do consignado é de 40%, o cidadão deixa de receber R$ 400 por mês, e passa a receber R$ 240 até conseguir quitar a dívida por completo.

Olho no motivo do empréstimo

Um ponto que o cidadão precisa atentar é o motivo do empréstimo. O que o indivíduo pretende fazer com aquele adiantamento? Se o usuário quer o dinheiro para pagar dívidas pontuais ou comprar comida, por exemplo, talvez seja melhor não solicitar nada. Analistas explicam que nestes casos, o beneficiário pode cair em uma armadilha.

Lembre-se de que ao solicitar o consignado, você pode conseguir pagar as dívidas atuais, mas elas voltam nos próximos meses e o valor do seu Auxílio Brasil será menor justamente por causa do empréstimo que você solicitou.

O fenômeno pode acabar criando uma bola de neve de dívidas. O cidadão pode até conseguir pagar suas contas com o crédito nos primeiros meses, mas depois poderá se complicar com mais despesas, ao mesmo passo em que recebe menos para pagá-las.

No entanto, caso você queira retirar o empréstimo com o objetivo de quitar uma grande dívida, a situação muda de figura. Neste caso, estamos falando de uma despesa que não vai mais voltar nos meses seguintes. O cidadão fica livre do problema.

O mesmo vale para as pessoas que querem solicitar um crédito para aplicar em um empreendimento. Alguns indivíduos, por exemplo, podem usar o dinheiro para comprar um material de trabalho. Nesta situação, estamos falando de um investimento que provavelmente trará um retorno. Dessa forma, o consignado pode ser uma boa opção.

Consignado do Auxílio Brasil

Para que o consignado do Auxílio Brasil comece a valer de fato, o Ministério da Cidadania ainda terá que regulamentar as regras básicas. Oficialmente, a pasta apenas afirma que está em processo de regulamentação, mas não dá uma data para a divulgação.

Os principais bancos do país, como Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal, dizem que estão aguardando a regulamentação para poder analisar as condições e passar a oferecer o consignado do benefício nas próximas semanas.

5/5 - (1 vote)
1 comentário
  1. Joselita dantas da Silva Diz

    Concordo

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.