Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Conheça 3 novas funcionalidades do PIX

Para você que já usa o sistema do Pix ou que pretende cadastrá-lo saiba que três novas funcionalidades foram lançadas. Agora será possível sincronizar o número do contato no celular com a chave Pix de cada um.

Em outras palavras, vai ficar muito mais prático e fácil identificar a chave PIX das pessoas no qual você tenha o número de celular. Assim, para fazer transferência para algum contato bastará apenas verificar na sua agenda se o número de celular está cadastrado no PIX.

A nova iniciativa faz parte da Resolução nº 79, publicada pelo BC na última quinta-feira, 18.

Outra importante vantagem anunciada é que os bancos, fintechs e instituições financeiras participantes do sistema Pix não poderão limitar o número de transações deste tipo por dia. Isso foi feito para que haja uma concorrência possível com a transferência por meio do Doc e do Ted.

Outro ponto é que caso você troque de nome devido ao casamento ou então troque o nome da sua empresa, não precisará cadastrar uma nova chave PIx.

Pix: o que é? 

De maneira resumida, para que você entenda o que é Pix, podemos dizer que é um sistema de transferência instantâneo e sem custos. Por meio dele é possível realizar  transferências por 24h e nos 7 dias da semana.

O Pix é seguro?

De acordo com informações do Banco Central sim. Para isso, ele conta com pelo menos duas tecnologias de proteção de dados.

Especialistas também apontam a confiabilidade do Pix. Mas, como qualquer sistema, há riscos, mas é importante entender quais tecnologias estão garantido a proteção de dados.

Confira:

1 – Criptografia

Sistema que bloqueia o acesso a informações da transferência, impedindo ação de fraudadores.

Em outras palavras, é utilizado um algoritmo para codificar os dados para que eles não tenham mais o formato original e consequentemente não possam ser acessados.

2 – Autenticação

Sistema que identifica os dados do cliente que realiza e do que recebe a transação. Ferramenta tem como objetivo identificar se de fato a procedência de acessos e identificações são verdadeiras.

Outra informação relevante, é que para realizar uma transação é necessária a autenticação de dados como senhas e biometria.

Como cadastrar o Pix?

Agora que você já entende o que é o Pix, saiba como cadastra-lo.

Para começar a utilizar é simples e todo o processo pode ser feito de maneira online. É somente necessário ter uma chave.

Por meio do internet banking, a chave Pix  pode ser cadastrada.

Por meio da chave é possível fazer transações instantâneas em menos de 10 segundos, sem custos e entre qualquer banco. Todas as transações podem ser realizadas em todos os dias e horários.

Eu preciso ter uma conta em banco para utilizar?

Não. É possível cadastrar sua chave pix por meio de plataformas de pagamentos, entre elas o Mercado Pago e o Picpay.

Todavia, também é possível optar por criar sua chave Pix em bancos tradicionais ou digitais.

O sistema deve acabar com outras formas de transferência?

No momento, são possíveis ainda realizar tanto TED, como DOC, mas dentro das regras e custos oferecidos pelo seu banco. Porém, de acordo com especialistas, a tendência é que as transações tradicionais caiam e o Pix aumente.

 

 

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
1 comentário
  1. Silvania Alves dos santos Diz

    Quero a chave Pix

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.