Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Concursos públicos: guia completo

A busca por uma vaga em concurso público tem crescido ao longo dos anos, gerando uma grande concorrência nos principais certames do país. Até mesmo cargos de nível médio têm centenas de concorrentes, o que torna a decisão de estudar para concursos um grande desafio. 

Está em dúvida de como as seleções para cargos públicos funcionam? Confira no artigo abaixo quais são os pré-requisitos, o que cai nas provas, como estudar e muito mais. Prepare a sua estratégia e parta para a ação com este guia completo! 

O que são concursos públicos?

Os concursos públicos são uma forma de selecionar pessoas para ocuparem cargos em entidades da administração pública. Elas passam por um processo seletivo que se dá por meio de provas, títulos e testes de aptidão física. 

Cada certame exige do candidato alguns requisitos. Dessa forma, tornam o ingresso ao serviço público mais democrático, uma vez que qualquer pessoa que preencha os requisitos mínimos para investidura no cargo poderá participar do certame.

Como funcionam os concursos públicos?

Para que ocorram os concursos públicos, é necessário que determinado órgão ou entidade manifeste necessidade de preenchimento de vagas em alguns setores. Ele enviará o pedido de abertura do certame para o governo. 

A autorização para realização da seleção pública depende do órgão que está solicitando. Caso seja de envergadura federal, o Ministério da Economia será responsável pela liberação. 

Sendo um órgão estadual, ficará a cargo da secretaria correspondente. Da mesma forma, uma repartição municipal é de responsabilidade das Prefeituras. Esse pedido pode ser aprovado ou negado pelas comissões avaliadoras responsáveis. 

A data de realização do certame dependerá do orçamento governamental, que será publicado na lei orçamentária. 

Após passar por todas essas etapas, o concurso terá sua publicação no Diário Oficial e será formada a comissão avaliadora. Feito isso, será lançado o edital oficial, que informará como se dará o concurso, vagas, salários e inscrições, entre outras informações.

Para que servem os concursos públicos?

Os concursos públicos têm por finalidade selecionar candidatos para preencher as vagas de  órgãos federais, estaduais ou municipais. Eles possibilitam avaliar os candidatos por meio de provas e/ou títulos, indicando os que alcançaram maior pontuação para o cargo. 

Assim, evita-se que sejam contratados familiares ou amigos por indicação ou troca de favores. O processo proporciona a democratização do acesso a cargos públicos.

Vale a pena fazer concurso público?

Atualmente, o nível dos concursos públicos está cada vez mais alto, ampliando os pré-requisitos para preenchimento das vagas. Muitas vezes é necessário ter um diploma de nível superior para investidura em cargos não tão altos e com remunerações medianas. 

Entre os benefícios, está a estabilidade e vitaliciedade, ou seja, o servidor dispõe de um salário estável na função que desempenha até a aposentadoria, não sendo possível ser despedido por motivo fútil, como pode ocorrer em empresas privadas. 

Além disso, algumas esferas do poder público, como a federal, oferecem salários bastante atrativos, com valores e benefícios excelentes para aqueles que conseguem entrar nessas vagas. 

Há planos de saúde, auxílios alimentação, creche, de transporte e planos de carreira, entre outras vantagens complementares que ampliam o vencimento mensal. 

Assim, para aqueles que desejam vitaliciedade e estabilidade em suas vidas, prestar concurso público e trabalhar nesses órgãos vale muito a pena. 

Já quem prefere viver de renda variável, planeja ter o próprio negócio e sair da rotina, o concurso público nem sempre será a melhor escolha.

Quem tem nome sujo pode fazer concursos públicos?

O atual cenário mundial está bastante conturbado em relação à economia. No Brasil, a inflação e o desemprego estão crescendo muito por conta da pandemia do Coronavírus. 

Muitos acabam com o nome sujo, inscritos em órgãos de proteção ao crédito, como SPC ou Serasa. Mesmo nessa situação, é possível fazer concursos públicos. 

Não há qualquer menção à investidura em cargos públicos a respeito de impedimentos. Vejamos quais são os requisitos:

  • Ser brasileiro;
  • Estar em gozo dos direitos políticos;
  • Ter quitado as obrigações eleitorais;
  • Estar em dia com as obrigações militares (sexo masculino);
  • Ter idade mínima de 18 anos;
  • Possuir aptidão física e mental;
  • Ter o nível de escolaridade exigido para o exercício da função.

Alguns concursos públicos específicos podem negar a inscrição de pessoas inadimplentes em seus certames, como é o caso de bancos, que farão uma investigação social do candidato.

Quem tem empresa pode fazer concursos públicos?

Não há nenhuma menção a respeito da impossibilidade de empresários realizarem as provas de um concurso público. No entanto, para aqueles que são aprovados e desejam realizar a investidura no cargo selecionado, há algumas imposições: 

  • Não é possível administrar ou gerenciar a empresa, sendo válido somente ser acionista ou cotista da mesma. Portanto, sócios minoritários da empresa podem prestar concurso e tomar posse no cargo. 
  • Já sócios majoritários, podem prestar concurso, mas não podem realizar a investidura no cargo, conforme o artigo 117 da  lei 8112/90.

Quais são as idades máxima e mínima para fazer concursos públicos?

Não existe uma idade máxima determinada em lei para prestar concursos no geral. Ela é baseada na aposentadoria compulsória do servidor público, que se dará aos 75 anos. 

Portanto, já que para se aposentar será necessário pelo menos 10 anos de serviço público prestado, o indicado é ter 65 anos. Já a idade mínima exigida, de acordo com a lei 8112/90, é de 18 anos.

No entanto, algumas carreiras, como a de policiais, exigem uma idade máxima em torno de 30 anos para investidura no cargo.

O que é vaga reserva em concurso público?

Um concurso público é divulgado com determinada quantidade de vagas a serem preenchidas. No cadastro reserva, as pessoas que foram aprovadas aguardam a confirmação de vagas no período de validade do concurso, sem haver obrigatoriedade.

Em um concurso com 1000 vagas, por exemplo, o candidato que ficou na colocação 1001 ficará na lista reserva, caso um dos aprovados na frente dele não possa assumir o cargo. A preferência na substituição dependerá da posição em que o candidato esteja.

Quais são os concursos públicos menos e mais concorridos?

A busca por concursos públicos atualmente é enorme, o que faz com que seja incomum encontrar concursos menos concorridos. 

No entanto, a ANA (Agência Nacional de Águas), Ancine (Agência Nacional do Cinema), Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) e FBN (Fundação Biblioteca Nacional), disponibilizam vagas para cargos com formações superiores menos procuradas.

Já os concursos mais concorridos são os das Polícias Federais e Rodoviárias Federais, além das Polícias Judiciárias e concursos dos Tribunais de Justiça Estaduais.

Qual é a carreira que devo escolher para seguir?

A escolha da carreira dependerá de suas preferências e gostos. Uma dica é elencar suas habilidades e atividades que agradam. Após, compare com as carreiras que tem em mente para seguir.

Existe uma ferramenta interessante, acessada na internet através do site https://www.guiadacarreira.com.br/teste-vocacional/, que indica qual carreira você tem mais aptidão, com base num questionário disponível ao interessado. 

Estas perguntas têm como tema seus gostos e suas peculiaridades. Ao final, o teste dará um panorama geral sobre suas qualidades e qual profissão é mais adequada a elas.

O que cai na prova de um concurso público?

Os temas relacionados às provas são bastante variados e serão definidos de acordo com o cargo. Os mais comuns são Português, informática e raciocínio lógico. 

Além disso, há os específicos de cada cargo, como legislações e estatutos, no caso de Prefeituras e Câmaras Municipais. Para advogado, terão matérias de Direito, assim por diante.

Como estudar para um concurso público?

A preparação para um concurso público deve ser feita gradualmente, sendo os assuntos de cada matéria do edital vistos e estudados cuidadosamente. Geralmente, quanto mais alto o grau do cargo escolhido, mais difíceis serão as questões das provas. 

Atente-se aos conteúdos programáticos, focando apenas no que foi pedido. Faça resumos de cada matéria, revise-os e resolva questões. Tudo isso ajudará na sua aprovação. 

Além disso, pode-se optar por vídeo-aulas para ajudar na absorção das informações. A quantidade de horas de estudo deve ser feita de acordo com a sua disponibilidade, buscando a qualidade dos estudos ao invés do tempo.

Melhores sites para estudar para concurso público

Há muitas plataformas online para estudar para concursos públicos, que podem auxiliar na busca da sua aprovação. Entre as mais recomendadas estão: 

Já para quem deseja resolver questões, uma ótima plataforma é a do QConcursos.

Quais as profissões populares em concursos públicos? E as menos populares?

5 concursos públicos mais disputados do brasil
Fonte: Equipe Notícias Concursos

As profissões mais populares em concursos públicos atualmente são as carreiras militares e técnico-administrativas dos tribunais, que garantem bons salários e vários benefícios. 

Já as menos populares dentro de órgãos públicos são de arquivologista, bibliotecário e técnico de necropsia, entre outras profissões. 

Quanto tempo demora para passar em um concurso público?

O tempo para passar em um concurso público irá depender exclusivamente da dedicação do aluno aos estudos e da dificuldade do cargo escolhido, podendo variar de meses até anos de preparação. 

Para ingressar numa carreira pública e ser aprovado em um concurso, é preciso ter constância nos estudos e nas resoluções de questões. Fazendo resumos, nosso cérebro assimilará as informações mais rapidamente. Intercale vídeo-aulas com outros materiais.

Após o final do ciclo de estudos, faça questões referentes ao tema. Dessa forma, será muito mais fácil absorver todo o conteúdo do edital. Depende apenas da dedicação do candidato ao longo do percurso para passar em um concurso público. Embora difícil, não é impossível, basta acreditar no seu potencial e estudar!

Quais são as doenças que reprovam em um concurso público?

Existem algumas doenças que podem incapacitar o candidato de exercer o cargo público que deseja. Confira algumas enfermidades que podem reprovar em um concurso público:

  • Hérnia da parede abdominal com protusão do saco herniário;
  • Obesidade mórbida;
  • Doença metabólica;
  • Distúrbio da função ventilatória pulmonar de qualquer natureza, como asma e enfisema pulmonar;
  • Pneumotórax;
  • Alteração óssea que comprometa a força e a estabilidade dos membros superiores e inferiores;
  • Doença linfoproliferativa maligna (leucemia, linfoma);
  • Doença infecciosa óssea e articular;
  • Amputação que leve à limitação funcional;
  • Sorologia positiva para doença de Chagas;
  • Hanseníase;
  • Doença vascular do cérebro e da medula espinhal;
  • Sífilis secundária latente ou terciária; 
  • Agenesia de qualquer órgão funcional ou disfunção orgânica; 
  • Escoliose estrutural superior a 10;
  • Tumor ósseo e muscular;
  • Psiquiátricas (todas são consideradas incapacitantes).

Melhores bancas para fazer concursos públicos

Atualmente, existem seis bancas que dominam a maioria dos concursos públicos no Brasil. são elas: 

  • Fundação Carlos Chagas (FCC), 
  • Fundação Getulio Vargas (FGV), 
  • Vunesp, 
  • Cesgranrio,
  • Cespe.

As bancas mais fáceis e mais difíceis

Nos concursos públicos, é possível identificar alguns padrões utilizados por determinadas bancas, podendo torná-las “mais fáceis”, embora a maioria delas possua um patamar elevado de excelência. Geralmente, as menos tradicionais se enquadram nesta descrição.

No entanto, as bancas FGV, FCC e Cespe assombram os concurseiros Brasil afora. Elas possuem um nível extremamente elevado de complexidade nas questões, tornando-se as mais difíceis atualmente.

Lista de vagas dos concursos públicos em 2021 

Há diversas oportunidades para que você se prepare desde já para os concursos públicos disponíveis em 2021. Confira quais são eles:

Fundamental

  1. Câmara de Cabedelo na Paraíba, 
  2. Câmara de Custódia no Pernambuco, 
  3. COMPAC em Santa Catarina, 
  4. Ministério Público de Goiás, 
  5. Prefeitura de Areial na Paraíba.

Na Câmara de Cabedelo, as vagas são para Analista Legislativo, Técnico Legislativo, Intérprete de Libras e Auxiliar Legislativo. Já na Câmara de Custódia, há oportunidades para Agente Administrativo, Motorista, Auxiliar Administrativo, Copeiro e Recepcionista.  

Para a COMPAC, de Santa Catarina, as vagas são para Gari e Motorista. No MP de Goiás, há oportunidades para Analista e Técnico Ministerial. Já na prefeitura de Areial, a vacância é para Auxiliar de Serviços Gerais, Gari, Operador de Máquinas Pesadas e Motorista (CNH D).

Ensino médio

  1. Concurso do IBGE, 
  2. Ministério Público da União, 
  3. Defensoria Pública da União, 
  4. IBAMA, 
  5. FUNAI,
  6. INCRA.

No concurso do IBGE, as vagas são para Agente censitário. Já no concurso do MPU, há oportunidades para Técnico e Analista do Tribunal, além do cargo de Procurador. Para a DPU , a vacância abrange os cargos de Defensor Público, Agente Administrativo e Técnico Pericial. 

No concurso do IBAMA as vagas são para Gestor Ambiental, Gestor Administrativo, Analista Ambiental e Analista Administrativo.

Já a seleção pública para a FUNAI tem oportunidades para Administrador, Antropólogo, Arquiteto, Arquivista, Assistente Social, Bibliotecário, Contador, Economista, Engenheiro, Engenheiro Agrônomo, Engenheiro Florestal, Estatístico, Geógrafo, Indigenista Especializado, Médico Veterinário, Pesquisador, Psicólogo, Sociólogo, Técnico em Assuntos Educacionais, Técnico em Comunicação Social e Zootecnista. 

Para o concurso do INCRA, as vagas são de Técnico e Analista.

Superior

  1. Polícia Federal, 
  2. Polícia Rodoviária Federal, 
  3. Polícia Civil da Paraíba, 
  4. Polícia Civil do Paraná.

Na Polícia Federal, as vagas são para Agente, Delegado e Escrivão. Já para a Polícia Rodoviária Federal, há oportunidades para Agente. 

Na Polícia Civil da Paraíba, a vacância é para Escrivão, Agente, Papiloscopista e Delegado. Já na Polícia Civil do Paraná, as vagas são para Delegado e Agente.

Fiz o concurso público, e agora?

Se você fez o concurso público e foi aprovado, parabéns! Os próximos passos serão aguardar sua nomeação, caso seja apenas de uma fase, ou aguardar as próximas. 

Em carreiras policiais, por exemplo, ao ser aprovado na prova objetiva, há uma segunda fase em que o candidato realiza uma prova discursiva. 

Após esta etapa, ainda terá mais uma, chamada de Teste de Aptidão Física (TAF). Nela, o condicionamento dos futuros policiais será posto à prova para ver se estão aptos a entrar na Academia de Polícia e enfrentar as dificuldades do dia a dia da profissão. 

 Alguns cargos, como os de nível superior, possuem uma etapa chamada de prova de títulos, para avaliar alguns feitos curriculares do candidato, como publicação de artigos, estágios, monitorias, cursos de pós-graduação e especializações, mestrados e doutorados. 

Funções, como de juiz, promotor e delegado, além da prova objetiva, há provas de títulos e oral, que avaliará também a desenvoltura do candidato aprovado de maneira individual. 

Por fim, caso ainda não tenha sido aprovado, continue estudando e batalhando pela carreira que deseja seguir. Em breve, outros concursos estarão com edital aberto e será possível tentar novamente. 

Uma grande dica para os concurseiros é nunca desistir, pois uma hora a aprovação vem. Adquirir o hábito de estudar constantemente fará com que o caminho da aprovação se torne mais curto e o candidato alcance seu sonho.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.