Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Como incentivar a saúde mental dos alunos?

Veja como se tornar um aliado da saúde mental dos seus alunos.

Saber como incentivar a saúde mental dos alunos é fundamental para educarmos adultos mais saudáveis emocionalmente. Para isso, medidas relativamente simples podem ser postas em prática nas mais diversas atividades cotidianas.

A seguir, você encontrará algumas dessas ações importantes. Esperamos ajudar você e a sua turma nessa trajetória de autoconhecimento e fortalecimento da saúde mental.

Como incentivar a saúde mental dos alunos?

Incentivar a saúde mental dos alunos não é uma tarefa monstruosa, mas requer muita paciência e dedicação.

Como nossas crianças estão ainda em desenvolvimento e, além disso, o cérebro ainda crescerá até os 30 anos de suas vidas, devemos ter muita tranquilidade na hora de abordar assuntos importantes, especialmente sobre as emoções.

Assim sendo, considere as nossas dicas como práticas cotidianas, e não pontuais, ok? Veja abaixo:

1- Crie um espaço para falar, escutar e/ou escrever sobre sentimentos

Ter um ambiente propício para se pensar sobre as emoções é algo muito importante para a saúde mental de qualquer criança e adolescente.

Para isso, é possível criar rodas de conversa para falar sobre os sentimentos e emoções e, no caso de alunos mais tímidos ou mais velhos, usar a escrita para esse fim.

Isso fará com que as crianças e adolescentes pensem mais sobre o que sentem, criando subsídios mentais para lidar com as adversidades e sensações da vida.

2- Demonstra disponibilidade na hora de ajudar os alunos

Esteja disponível para os seus alunos, especialmente quando perceber que envolve alguma questão emocional específica.

O diálogo é uma forma de se gastar as angústias e encontrar respostas, na conversa, sobre os dilemas internos. Seja você, portanto, a mola propulsora para isso.

3- Estabeleça um senso de comunidade

Criar o senso de comunidade e pertencimento também é uma forma de incentivar a saúde mental dos alunos. Isso porque nós, seres humanos, somos sociais e, como tais, precisamos dos estímulos gerados nas interações para nos sentirmos mais seguros, felizes, amados e acolhidos.

Sendo assim, é função do professor criar esse ambiente acolhedor. Além dele, os profissionais da educação, de maneira geral, também devem estar atento às necessidades dos alunos, permanecendo sempre próximos a eles.

4- Estimule a empatia e a escuta

Trabalhe a empatia na sua sala de aula, sempre que possível. Isso evitará que os alunos acabem praticando o bullying com os colegas. E, convenhamos, essa prática pode fadar ao fracasso a saúde mental de qualquer criança.

Portanto, trabalhe a empatia através de:

  • Cuidados com as plantas;
  • Organização dos materiais em sala, para que o próximo colega possa usar sem problemas;
  • Cuidados com os pets e animais;
  • Uso de pelúcias, que podem ir para a casa da criança por uma noite, para ela cuidar e escrever algo sobre o bichinho em questão;
  • Histórias que contam enredos que envolvam a empatia;
  • Entre outras possibilidades.

5- Quebre os rótulos que são criados na escola

Quando perceber que algum rótulo/estigma está sendo recorrente em sala de aula ou na escola de maneira geral, converse com os seus alunos sobre isso.

É necessário deixar claro que todas as diferenças são importantes e que são elas que nos fazem ser tão fascinantes. Jamais permita que um rótulo se instaure entre os seus pupilos e use sempre essa oportunidade para incentivar a saúde mental dos alunos.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.