Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

Como emitir boleto registrado: veja como fazer o pagamento também

Entenda a forma como se faz essa cobrança

Os boletos são um dos métodos de pagamento mais comumente usados. Ademais, existe a possibilidade de ter como emitir boleto registrado. Isso se tornou um método de pagamento mais seguro. No entanto, ele é um dos métodos de cobrança mais econômicos? Entenda melhor sobre o assunto na matéria que o Notícias Concursos preparou para você nesta segunda-feira (20).

Como emitir boleto registrado

Bem, independentemente do valor, os boletos inevitavelmente se tornarão um de seus métodos de pagamento em um momento ou outro da vida. Segundo levantamento da Febraban, o Brasil produz mais de 3,5 bilhões de cédulas por ano. Então, saber como emitir boleto registrado é interessante.

Dessa forma, veja: MEI atrasado: conheça o passo a passo para parcelar e se livrar do débito

O surgimento de boletos de pagamento registrados é uma forma de adicionar uma camada extra de segurança a este método de pagamento. Um recibo bancário é um método de pagamento usado por pessoas que possuem uma combinação de contas e cobranças bancárias. Pode ser emitido separadamente ou como boleto.

Os documentos cadastrados são os mesmos, mas há informações formuladas pelo banco. Entre eles, encontram-se os seguintes dados:

  • Nome distinto do pagador e emissor;
  • CPF ou CNPJ de ambos;
  • Endereço;
  • O valor cobrado na transação;
  • Data de validade.

Registram-se essas informações em documentos bancários e armazenadas no sistema do banco ou instituição financeira. Desta forma, é um boleto rastreável, reduzindo o risco de fraude.

Então, veja: Vale a pena abrir uma pequena empresa hoje em dia? Saiba de alguns detalhes

Como o boleto com registro é emitido?

Boleto registrado: como fazer a emissão e o pagamento pelo boleto pago?
Boleto registrado: como fazer a emissão e o pagamento pelo boleto pago? – Foto: Canva Pro

Conforme mencionado anteriormente, você deve ter uma conta em um banco ou instituição financeira onde possa emitir boletos bancários registrados. Em seu software, existe uma ferramenta utilizada para a emissão.

Assim, deve-se coletar dados sobre o cedente (você) e o pagador (cliente). Além disso, deve-se também definir o valor cobrado, a data de vencimento e os juros para o cálculo diferido.

Após a geração gradativa do documento no software, você pode imprimi-lo, encaminhar o link de pagamento ou enviá-lo por e-mail. Você pode acompanhar o status de cobrança de um banco ou instituição. Caso não tenha efetuado o pagamento no vencimento, não há necessidade de gerar novo boleto online, pois, calculam-se os juros automaticamente.

É melhor gerar boletos registrados por bancos tradicionais ou fintechs?

Os bancos tradicionais valorizam a robustez de seus processos. Assim, as fintechs valorizam a tecnologia e velocidade. A primeira diferença entre um banco e uma empresa de fintech é a rigidez na emissão de boletos.

Na emissão de boletos bancários registrados em bancos tradicionais, apresentam-se os documentos de remessa e devolução, tornando o processo mais demorado. Em empresas fintech, gera-se e entrega-se os boletos bancários com muito mais rapidez.

Assim, para ter como emitir boleto registrado é preciso ter um número mínimo exigido pelos bancos tradicionais. Já as fintechs costumam ser muito flexíveis quanto a isso, e nem mesmo exigem um valor mínimo.

Portanto, confira: Cartão de crédito: o que fazer para não virar uma bola de neve?

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.