Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Avalie o Texto.

5 dicas para capitalizar e começar seu negócio

Confira como capitalizar seu empreendimento

Hoje vamos te apresentar 5 dicas para capitalizar e começar seu negócio. Com dicas simples e diretas, você poderá ter bons resultados na hora de começar o seu negócio e ter capital suficiente para não passar aperto no momento dos seus primeiros passos como empreendedor. Acompanhe a seguir.

Capitalizar o próprio negócio -- Reprodução Canva
Capitalizar o próprio negócio — Reprodução Canva

Conheça 5 dicas para capitalizar e começar seu negócio

Começar do zero pode ser um desafio para quem não tem dinheiro extra guardado para fazer o seu investimento. Entretanto, capitalizar pode ser uma boa alternativa para investir e começar seu negócio. Pensando nisso, selecionamos algumas dicas de empreendedorismo  que irão te ajudar. Confira abaixo:

Entenda a capitalização

Capitalizar uma empresa é injetar dinheiro extra em sua conta, ou seja, aumentar o capital dela. Esse tipo de investimento é muito comum em negócios iniciantes, mas também pode ocorrer em qualquer momento de um negócio como maneira eficiente de expandir a empresa.

A capitalização pode ocorrer de diversas formas. Seja como investimento dos próprios empreendedores ou de terceiros, como também a venda de bens físicos. Ao longo desse post, você vai conhecer jeitos interessantes de capitalizar e começar o seu negócio.

Capitalizar ou não o seu negócio?

Para tomar a decisão de capitalizar ou não o seu negócio, você deve consultar o seu empreendimento. Analise se a reorganização de valores pode resolver o seu problema. Se for o caso, talvez precise da injeção de dinheiro.

Caso você escolha a capitalização, recomenda-se que saiba dos riscos que acompanham cada forma de investimento, tais como o tipo de abertura e o objetivo de expansão. Isso porque, a capitalização feita por terceiros pode mudar a tomada de decisões. Além disso, você também pode acabar criando uma dívida futura, em caso de falta de organização financeira. Isso pode comprometer o crédito da sua empresa em relação aos bancos.

Tenha um planejamento bem organizado!

Ter uma planilha de orçamento organizada e atualizada junto a um plano de negócios consistente e bem estruturado é uma forma de manter a organização do seu negócio, entendendo os ganhos e gastos. Além disso, é uma forma de saber em que pé está a sua empresa, para onde vai e como você deseja expandi-la.

Além de manter o controle enquanto empreendedor, apresentar esses documentos para os investidores é um cartão de visita para mostrar a eles quais são os motivos para investir em você e em seu negócio.

Conheça as formas de capitalizar o seu negócio

Como você já sabe, existem muitas formas de investir dinheiro no seu negócio e, por isso, vale a pena avaliar cada uma delas. Sendo assim, observe qual se adequa melhor ao planejamento financeiro e estratégico da sua empresa. Conheça abaixo:

  • Capital de Giro: Investimento feito a partir de um empréstimo bancário voltado para pessoas jurídicas. Tende a ser usado para o pagamento de dívidas com funcionários, fornecedores e, até mesmo, para os impostos. Para investir com capital de giro, um dos sócios deve solicitar o empréstimo para o banco e injetar todo o valor no capital do negócio. De acordo com o professor da Business School São Paulo (BSP), Edison Kalaf, aderir a esse investimento pode ser uma boa alternativa para quem é um empreendedor iniciante e pretende investir em uma franquia.
  • Agências de fomento: São conhecidas por seus recursos não-reembolsáveis ou, até mesmo, como um fundo perdido. Esse é o investimento de diversas organizações como Fapesp, Finep, CNPQ, Senai e outras agências de amparo à cultura. Esse investimento é feito através de editais ou chamadas, que disponibilizam uma linha de crédito com taxas de juros muito baixas ou, até mesmo, nenhuma taxa de juros.
  • Venda de ações: Voltado para quem quer expandir a sua empresa. Também é muito útil para quem precisa de dinheiro extra, mas não quer pagar pelo investimento no futuro. Isso porque, quem compra uma ação passa a receber os lucros das ações que comprou. Se você não entende muito sobre mercado financeiro, recomenda-se que consulte um especialista.

Capitalize o seu próprio negócio

De acordo com Marcelo Nakagawa, professor do Insper, colocar o dinheiro do seu bolso em um negócio próprio é a melhor forma de criar o capital. Dessa forma, você não tem chance de criar uma dívida com os bancos ou, até mesmo, fazer a sua empresa perder o crédito no mercado. Temos certeza que seguir esse opção é o ideal para os donos de pequenas empresas. Porém, tende a ser é um investimento comum para pessoas mais experientes!

Desejamos muita sorte para você no início dessa jornada nova e empreendedora!

Avalie o Texto.

Veja o que é sucesso na Internet:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.