Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.7/5 - (4 votes)

CadÚnico libera o programa Tarifa Social, Vale Gás e outros benefícios

Por meio das informações, o Governo Federal, governos estaduais e municipais podem conceder benefícios para esses cidadãos.

O Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) é uma ferramenta criada para coletar dados e identificar os brasileiros em situação de vulnerabilidade social. Por meio das informações, o Governo Federal, governos estaduais e municipais podem conceder benefícios para esses cidadãos.

Veja também: Auxílio Brasil concede abono de até R$ 1.000; veja se você tem direito

A inscrição do CadÚnico é realizada no CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) ou CRAS (Centro de Referência da Assistência Social). No entanto, para se registrar é necessário cumprir os seguintes requisitos:

  • Ter renda per capita mensal de até meio salário mínimo; ou
  • Ter renda bruta mensal de até três salários mínimos;
  • Ter renda superior desde que seja público alvo de programas, benefícios e serviços específicos;
  • Ser família solo (morar sozinho); ou
  • Estar em situação de rua.

Vale ressaltar que a inscrição deve ser feita, preferencialmente, por mulheres maiores de 16 anos. Na ocisão, o denominado responsável familiar deverá apresentar a seguinte documentação:

  • Seu próprio título de eleitor ou CPF;
  • Um dos seguintes documentos referente a cada membro da família: CPF, RG, certidão de nascimento, certidão de casamento, carteira de trabalho ou título de eleitor;
  • Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI) para as famílias que pertencem a um grupo indígena.

Contudo, os dados devem ser atualizados, no mínimo, a cada dois anos, assim como recomenda o Ministério da Cidadania. Todavia, caso alguma informação tenha se alterado antes do prazo mínimo, como mudança de endereço ou renda, a atualização deve ser antecipada.

Benefícios sociais para inscritos no CadÚnico

  • Água para todos;
  • Aposentadoria para pessoa de baixa renda;
  • Auxílio Brasil;
  • Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC);
  • Bolsa estiagem;
  • Bolsa Verde – Programa de Apoio à Conservação Ambiental;
  • Carta Social;
  • Carteira do Idoso;
  • Casa Verde e Amarela;
  • Crédito Instalação;
  • Fomento – Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais;
  • Isenção de Taxas em Concursos Públicos;
  • Passe Livre para pessoas com deficiência;
  • Pro Jovem Adolescente;
  • Programa Brasil Alfabetizado;
  • Programa Brasil Carinhoso;
  • Programa de Cisternas;
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI?;
  • Programa Nacional de Crédito Fundiário;
  • Programa Nacional de Reforma Agrária;
  • Tarifa Social de Energia Elétrica;
  • Telefone Popular;
  • Vale gás.

Tarifa Social

O Programa Tarifa Social é voltado para as famílias em situação de vulnerabilidade social, indígenas e quilombolas. Ele concede entre 10% a 100% de desconto na conta de luz. Sendo o último caso apenas para os indígenas e quilombolas.

Para receber o desconto, é necessário estar inscrito no CadÚnico e se encaixar nos critérios de elegibilidade. Ou seja, ter uma renda per capita de meio salário mínimo ou total de até três salários mínimos.

Cabe salientar que quem recebe o BPC também pode ser beneficiado pelo programa. Atualmente é preciso que as famílias solicitem a participar no programa na companhia de energia elétrica da região. Confira os descontos aplicados:

  • Consumo igual ou inferior a 30 (trinta) kWh/mês, o desconto será de 65% (sessenta e cinco por cento);
  • Consumo entre 31 (trinta e um) kWh/mês e 100 (cem) kWh/mês, o desconto será de 40% (quarenta por cento);
  • Consumo entre 101 (cento e um) kWh/mês e 220 (duzentos e vinte) kWh/mês, o desconto será de 10% (dez por cento);
  • Consumo superior a 220 (duzentos e vinte) kWh/mês, não haverá desconto.

Vale Gás

O Vale Gás é o mais novo projeto social do Governo Federal. A partir deste mês as famílias de baixa renda que enfrentam dificuldade em comprar o botijão de gás de 13 kg terão direito a um benefício de 50% do valor médio do gás de cozinha a cada dois meses.

O valor do benefício dependerá da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Segundo a instituição, o preço médio do botijão de gás de 13kg no país está em cerca de 102,46 e, por esse motivo, o auxílio inicial deve ser de R$ 52.

A expectativa é atender 5,58 milhões de famílias ainda em dezembro. Importante ressaltar que o benefício será concedido preferencialmente às famílias compostas por mulheres que foram vítimas de violência doméstica e que estão sob o monitoramento de medidas protetivas de urgência. Veja abaixo os demais critérios:

  • Estar inscrito CadÚnico;
  • Ter renda mensal per capita de até meio salário mínimo;
  • Possuir na composição familiar pessoas que recebem o BPC.
3.7/5 - (4 votes)

Veja o que é sucesso na Internet:

7 Comentários
  1. Odete giombelli Diz

    Eu fis Neu cadrasto mo cras moro sozinha. Paga Aluguel ate agora n tenho mada mas vivo de migalhas

  2. Maria José Diz

    gostaria de saber se meu esposo Pode encostar ou aposentar através do cras. Ele está desempregado fazia bico e hoje não pode mais ele caiu num buraco na rua feito pela caesb que abriu e não fechou quebrou 3 costelas. e esta acamado. Estou desempregada e estamos vivendo de ajuda de outras pessoas . Ele tem inscrição no cadunico.

  3. Andréia Alves de Brito Oliveira Diz

    Boa tarde ,sou Andréia Alves de Brito Oliveira não tenho salário,não estou trabalhando,cortaram meu caixa ten no momento só o meu esposo que estava recebendo hoje nem ele está recebendo precisamos muito voltar à receber pagamos Aluguel ,peço que nos ajude à receber o caixa ten por favor .Jesus que Abençõa!!

  4. Manoela Diz

    Intendi

  5. Gilvan Diz

    Kd o vale gás não está sendo efetuado o pagamento do auxílio gas

  6. Gilvan Diz

    Mentira eu sou portador de necessidades especiais cid f12 e não sou aposentado

  7. Aminadabi Joaquim de Souza Diz

    Se eu tenho direito

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.