Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

3.5/5 - (114 votes)

CadÚnico 2021: Inscrição e atualização dos seus dados

O serviço coleta os dados de todos os núcleos familiares do Brasil, inclusive, os que estão em situação de pobreza e extrema pobreza.

O Cadastro Único (CadÚnico) é utilizado pelo Governo Federal para ajudar famílias de baixa renda em suas políticas públicas. O serviço coleta os dados de todos os núcleos familiares do Brasil, inclusive, os que estão em situação de pobreza e extrema pobreza.

No entanto, estar cadastro no CadÚnico não garante a entrada automática nos programas sociais do Governo. Porém, o registro é utilizado como pré-requisito de concessão em programas como o Bolsa Família, Tarifa Social de Energia Elétrica e Benefício de Prestação Continuada (BPC), por exemplo.

Quem pode se inscrever no CadÚnico?

  • Famílias com renda mensal per capita de até meio salário mínimo (R$ 550);
  • Famílias com renda bruta mensal de até três salários mínimos (R$ 3.300);
  • Famílias com renda maior que três salários mínimos, desde que o cadastramento esteja vinculado à inclusão em programas sociais nas três esferas do governo;
  • Pessoas que moram sozinhas, nomeadas famílias unipessoais;
  • Pessoas que vivem em situação de rua, sozinhas ou com a família.

Como fazer a inscrição no CadÚnico?

O cadastro normalmente é realizado de forma presencial nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) ou em postos de atendimento do Cadastro Único e do Bolsa Família. Em síntese, o atendente realiza uma entrevista com o responsável familiar, que deverá apresentar alguns documentos que comprove sua condição.

Vale ressaltar que o responsável pela família deve ter no mínimo 16 anos, possuir CPF ou título de eleitor e ser, preferencialmente, mulher. Neste sentido, será necessário estar com o seu CPF ou título de eleitor em mãos e ceder pelo menos um dos documentos citados abaixo de cada membro da família:

  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Casamento;
  • CPF;
  • Carteira de Identidade – RG;
  • Carteira de Trabalho;
  • Título de Eleitor;
  • Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI) – somente se a pessoa for indígena.

Como é feita a entrevista de cadastramento do CadÚnico?

Esta é uma das etapas mais importantes do processo, o entrevistador social fará algumas perguntas referentes a vários aspectos da realidade da família, como:

  • Quem são os membros da família;
  • Características do domicílio;
  • Despesas;
  • Presença de membro com deficiência na família;
  • Grau de escolaridade dos integrantes;
  • Características de trabalho e remuneração dos integrantes da família; e
  • Se a família é indígena ou quilombola.

Atualização de dados

Com a realização da inscrição no CadÚnico, a família obrigatoriamente deve atualizar os seus dados a cada dois anos. Porém, em casos alterações, como mudança de endereço da residência, por exemplo, a informação deve ser repassada.

Neste caso, o próprio cidadão deve procurar um CRAS ou posto do Cadastro Único e atualizar os seus dados. Vale ressaltar que o Governo realiza uma revisão cadastral todos os anos e, caso as informações não sejam atualizados em um prazo de 4 anos, o registro pode ser excluído do sistema.

Consulta de dados

A família que desejar acompanhar a sua inscrição no sistema, pode acessar o aplicativo Meu CadÚnico. Ele permite que o cidadão fique ciente se há ou não dados desatualizados, bem como se precisa de uma nova atualização. Além disso, é possível conferir se os dados estão em algum processo de averiguação.

Sendo assim, o Governo Federal recomenda que a atualização seja contínua e realizada sempre que houver alguma alteração nos dados informados no momento do cadastramento, como:

  • Composição familiar, por nascimento, morte ou saída de alguém da casa;
  • Endereço;
  • Renda;
  • Documentação do responsável familiar, ou
  • Mudança de escola das crianças e adolescentes.

Contudo, vale ressaltar que devido a pandemia decorrente da Covid-19, a coleta de dados para inclusão ou atualização do CadÚnico pode ser realizada pelo telefone, canais digitais ou, caso necessário, presencialmente

3.5/5 - (114 votes)

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

6 Comentários
  1. Daiane Andrade Brito Diz

    Queria me inscrever por aqui ,mas se tem que ir no CRAS eu vou,porque sou autônoma e meu irmão TB.

  2. Mário Diz

    Sou vendedor anbulante não consigo mais vender mais nem meu INSS não tô mais conseguindo pagar

  3. Joao ricardo assuncao Diz

    Eu preciso muito de se auxílio oque eu ganho mau da pra come eu paga u aluguel

  4. Antonio dos Santos Souza Diz

    Não consigo acessar o cadunico, o que fazer.

  5. Antônio aparecido da silva Diz

    Não e um comentário e uma dúvida porque não consigo acessar o app cadunico de forma alguma

  6. Karina helena de Freitas Diz

    Pois não consigo me cadastrar preciso muito

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.