Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

BOMBA: empresas de elevadores respondem Bolsonaro

Depois do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) recomendar que as pessoas não utilizem elevadores, foi a vez das empresas deste setor responderem a indicação do mandatário. Entenda a polêmica abaixo e tire suas próprias conclusões. As informações são do Brasil Econômico.

Com previsão de economizar energia, o presidente recomendou que as pessoas prefiram a escada, disse até que já estava dando o exemplo. Confira: “Aqui (no Palácio da Alvorada) são três andares. Quando tem que descer, mesmo que o elevador esteja aberto na minha frente, eu desço pela escada. Se puder fazer a mesma coisa no seu prédio… Ajude a gente. Quanto menos mexer no elevador, mais economia de energia nós temos”, declarou.

O Brasil tem enfrentado uma das piores crises hídricas dos últimos anos, com este problema o governo já lançou uma campanha para incentivar redução do consumo e apostou na bandeira “Escassez Hídrica” que cobra R$ 14,20 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos;

Resposta à Bolsonaro

Parece que as empresas do setor não gostaram muito da indicação do presidente e resolveram se pronunciar sobre o assunto. Contrariando o presidente, indicaram que os vilões na verdade são os elevadores velhos e que um cenário contribuía para não atualização dos modelos pelos condomínios.

“Os vilões no consumo de energia são os elevadores antigos, que consomem 40% a mais do que os mais novos ou que já foram modernizados”, disse em noto a Associação Brasileira das Empresas de Elevadores (Abeel).

A associação ainda criticou o cenário econômico, se cita nomes como de Bolsonaro,  e apontou que estes são os problema para não redução do consumo de energia. “As sucessivas crises econômicas fazem com que os condomínios adiem as modernizações necessárias para economizar recursos e travam novos investimentos. O consumo médio de um elevador corresponde de 6% a 7% do custo da manutenção total de um condomínio. Além disso, algumas medidas simples podem gerar menor consumo nos elevadores. Por exemplo, é o caso da substituição de algumas peças”, relatou.

“A modernização de elevadores pode reduzir drasticamente o consumo dos elevadores no prédio. Essa economia se torna essencial nesse momento de crise energética enfrentada pelo país e de aumento de custos e de inflação para as famílias”, contou Marcelo Braga, presidente da Abeel,

E continuou: “A Abeel estuda a criação de uma campanha de incentivo à modernização dos elevadores e escadas rolantes em todo o país para ampliar a segurança dos usuários, o conforto e, especialmente, evitar aumento de custos de energia em crises como a atual”.

Leia Também:

Está "bombando" na Internet:

Acesse www.pensarcursos.com.br
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.