Por Estado: AC | AL | AM | AP | BA | CE | DF | ES | GO | MA | MG | MS | MT | PA | PB | PE | PI | PR | RJ | RN | RO | RR | RS | SC | SE | SP | TO | NACIONAL

Bolsonaro confirma data de estreia do novo Bolsa Família

De acordo com o Presidente do Brasil, a ideia é que o novo Bolsa Família comece logo depois do Auxílio Emergencial

O Presidente Jair Bolsonaro voltou a falar sobre o novo Bolsa Família. Desta vez, ele decidiu confirmar a data de estreia do programa. De acordo com o chefe do executivo, o projeto deve mesmo fazer os seus primeiros pagamentos a partir do próximo mês de novembro.

Segue portanto aquela lógica que o Governo vinha defendendo há alguns meses. O Bolsa Família vai entrar em cena um mês depois do fim do Auxílio Emergencial. Isso apontaria portanto para o próximo mês do novembro. Bolsonaro, no entanto, evitou dar mais detalhes sobre esta situação.

Vale lembrar que nos últimos dias, o novo Bolsa Família estava acumulando mais dúvidas do que certezas. O Ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o Auxílio Emergencial poderia passar por uma segunda prorrogação. Na visão dele, isso pode acontecer se a pandemia do novo coronavírus não der uma trégua no Brasil.

A fala do Ministro acabou jogando dúvidas sobre o Bolsa Família. Principalmente porque se entende que o Governo só poderia apresentar o programa novo até o final deste ano. É que de acordo com as leis eleitorais, o Planalto não pode apresentar projetos como estes em ano de eleições presidenciais.

Então se o Auxílio pode passar por uma segunda prorrogação, o que seria do Bolsa Família? Essa era portanto uma das principais dúvidas em relação ao tema. De qualquer forma, o Presidente Jair Bolsonaro disse que a ideia é começar mesmo os pagamentos do novo projeto a partir do próximo mês de novembro.

Bolsonaro

“Prorrogamos por mais três meses o auxílio. Pretendemos em novembro já ter o novo Bolsa Família, e o valor será, no mínimo, R$ 300. Hoje em dia, a média do Bolsa Família equivale a R$ 192, e vamos passar isso para R$ 300. É um pouco mais de 50% de reajuste”, disse o Presidente na última segunda (19).

Esta fala de Bolsonaro acabou repercutindo muito dentro do Palácio do Planalto e do Ministério da Economia. É que agora ele não disse que a média de pagamentos do Bolsa Família será de R$ 300. Ele disse que o valor mínimo será de R$ 300.

E isso muda todo o planejamento do Ministério. De acordo com interlocutores, Bolsonaro apenas se confundiu com as palavras e segue achando que a média deve ser de R$ 300, e não o valor mínimo. De qualquer forma, o Presidente ainda não se pronunciou sobre isso.

Além do Bolsa Família

Recentemente, o Governo Federal anunciou a prorrogação do Auxílio Emergencial por mais três meses. Com isso, o programa deve durar até o próximo mês de outubro, e não mais até julho, como estava previsto anteriormente.

Apesar da prorrogação, o Governo segue dizendo que não pode aumentar os valores do benefício. De acordo com o Ministério da Cidadania, cerca de 37 milhões de pessoas recebem o benefício que varia entre R$ 150 e R$ 375.

De acordo com o Palácio do Planalto, um aumento nesses montantes poderia acabar em um colapso nas contas públicas. É basicamente a mesma preocupação que eles estão tendo também com os gastos no novo Bolsa Família.

3 Comentários
  1. Alva Diz

    oo nosso governo so tem um deito, ele tem vergonha de ser honesto…

  2. Eduardo Alexandre da Silva Diz

    Quem foi cancelado do auxílio emergêncial eu estou cadastrando no Bolsa família têm dois anos eu vou ter direito de entrar no bolsa família

  3. Mari Meri soares Diz

    Quero ver se japeri tá no vale gás

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.