Bolsa Família pode ter reajuste anual; entenda a proposta

O programa de transferência de renda poderá ter reajuste todos os anos; saiba mais!

O Bolsa Família está recebendo uma série de atualizações desde o seu lançamento. Além da manutenção do valor de R$ 600, adicionais foram incluídos no pagamento. Agora, tramita no Congresso Nacional uma proposta que prevê um reajuste anual do benefício.

O Projeto de Lei (PL) 585/23 solicita que os valores dos benefícios do programa de transferência de renda sejam reajustados todos os anos, a fim de que os valores não fiquem defasados com o aumento da inflação. O texto está em análise na Câmara dos Deputados.

Entenda a proposta 

De acordo com o texto, os benefícios pagos pelo Governo Federal deveriam ser corrigidos com base na inflação do ano anterior. Além disso, na hipótese de uma variação positiva do Produto Interno Bruto (PIB), a proposta discute a possibilidade de um aumento real.

A correção dos valores deveriam ocorrer com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), ou então o Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1. Neste caso, seria levado em consideração a maior variação acumulada entre os índices.

Novo Bolsa Família

O novo Bolsa Família foi relançado no dia 2 março, e com essa novidade, 694.245 grupos familiares passaram a fazer parte do programa social. Estas, já preenchiam os requisitos e estavam inscritas no Cadastro Único (CadÚnico). Dessa forma, cerca de 8,9 milhões de crianças entre zero e seis anos receberão o adicional R$ 150.

No entanto, as boas notícias não acabam por aí. A partir de junho, a expectativa é que 820 mil gestantes passem a receber R$ 50 a mais até a data de nascimento de seus filhos. Do mesmo modo, serão contemplados com o valor, cerca de 15 milhões de crianças e adolescentes de 7 a 18 anos.

Como saber se vou receber o Bolsa Família?

Veja como fazer a consulta do benefício a seguir:

Pelo aplicativo

A consulta pode ser realizada pelo aplicativo do Bolsa Família. Para isso, basta ter o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF). O Caixa Tem também está disponível para este procedimento. Confira o passo a passo:

  1. Instale o aplicativo do Auxílio Brasil em seu celular;
  2. Na sequência, faça o login inserindo o número do CPF;
  3. Em seguida, crie uma senha de acesso;
  4. Após entrar no aplicativo, na tela inicial, clique no botão de consulta dos valores;

Pelo site
Outra opção é fazer a consulta pelo site oficial da Caixa Econômica Federal. Veja como efetuar o procedimento abaixo:

  1. Abra o site oficial da Caixa;
  2. Em seguida, clique em “Consultar famílias beneficiárias”;
  3. Depois, selecione a opção de “Consulta por família”;
  4. Feito isto, digite o NIS (Número de Identificação Social) e o CPF do responsável familiar;
  5. Então, clique em consultar.

Por telefone

Por fim, veja para onde ligar caso queira fazer a consulta por telefone:

  • Central de Atendimento 111 – Caixa Econômica Federal;
  • Central de Atendimento 121 – Ministério da Cidadania.

Calendário de março do Bolsa Família

Veja o calendário completo a seguir:

  • 20 de março: recebem as famílias com NIS terminado em 1;
  • 21 de março: recebem as famílias com NIS terminado em 2;
  • 22 de março: recebem as famílias com NIS terminado em 3;
  • 23 de março: recebem as famílias com NIS terminado em 4;
  • 24 de março: recebem as famílias com NIS terminado em 5;
  • 27 de março: recebem as famílias com NIS terminado em 6;
  • 28 de março: recebem as famílias com NIS terminado em 7;
  • 29 de março: recebem as famílias com NIS terminado em 8
  • 30 de março: recebem as famílias com NIS terminado em 9;
  • 31 de março: recebem as famílias com NIS terminado em 0.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.