Bolsa Família de Maio: Governo DIVULGA calendário com DATAS ATUALIZADAS; confira

Bolsa Família de Maio: Governo DIVULGA calendário com DATAS ATUALIZADAS; confira

Acompanhe a regra de liberação do pagamento

Apesar de termos recém iniciado os pagamentos de abril, o calendário do Bolsa Família de maio já foi confirmado pelo governo federal. Assim, os beneficiários têm um certo alívio, pois é mais um mês da garantia dos repasses.

Ainda mais, para a nova rodada, as regras estão mantidas, mas é preciso sempre estar atento às regras de elegibilidade para evitar a suspensão do pagamento.

Calendário do Bolsa Família de maio

Como habitual, os depósitos ficam sob a responsabilidade da Caixa Econômica Federal. Assim, quem estiver enquadrado no Bolsa Família de maio, recebe a grana direto no Caixa Tem, conforme o seguinte escalonamento:

  • NIS de final 1 – 17 de maio;
  • NIS de final 2 – 20 de maio;
  • NIS de final 3 – 21 de maio;
  • NIS de final 4 – 22 de maio;
  • NIS de final 5 – 23 de maio;
  • NIS de final 6 – 24 de maio;
  • NIS de final 7 – 27 de maio;
  • NIS de final 8 – 28 de maio;
  • NIS de final 9 – 29 de maio;
  • NIS de final 0 – 31 de maio.

Como consultar o benefício?

Para consultar o calendário de pagamentos, datas previstas e mais informações sobre o benefício, os cidadãos podem acessar o aplicativo do Bolsa Família, disponível para Android e iOS.

Além disso, o serviço também está disponível pelo aplicativo do Caixa Tem.

Quem tem direito ao Bolsa família?

Para ter direito ao Bolsa Família de maio, a principal regra é que a renda de cada pessoa da família seja de, no máximo, R$ 218 por mês. Assim, se um integrante da família recebe um salário mínimo (R$ 1.412), e nessa família há sete pessoas, a renda de cada um é de R$ 201,71.

Como está abaixo do limite de R$ 218 por pessoa, essa família tem o direito de receber o benefício.

Contudo, em primeiro lugar, é necessário ter o registro ativo e atualizado no Cadastro Único. Esse cadastramento é feito em postos de atendimento da assistência social dos municípios, como os CRAS. É preciso apresentar o CPF ou o título de eleitor.

Vale lembrar que, mesmo inscrita no Cadastro Único, a família não entra imediatamente para o Bolsa Família.

Isso porque, todos os meses, o programa identifica, de forma automatizada, as famílias que serão incluídas e que começarão a receber o benefício.

Como a família será informada de que teve o benefício concedido?

Por fim, cabe mencionar que aqueles que entrarem para o Bolsa Família de maio vão receber uma carta, enviada pela Caixa, no endereço informado no Cadastro Único. Ainda mais, também é possível fazer a consulta no aplicativo Bolsa Família.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.